A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 15 de Outubro de 2019

23/07/2019 07:12

Sobrinho que matou tio foi preso na saída de festa no Chácara Cachoeira

A prisão foi realizada por policiais do GOI (Grupo de Operações e Investigações da Polícia Civil)

Kerolyn Araújo e Mirian Machado
Miguel foi preso logo após sair de uma festa no bairro Chácara Cachoeira. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Miguel foi preso logo após sair de uma festa no bairro Chácara Cachoeira. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Miguel Arcanjo Camilo Junior, 32 anos, que matou a tiros o tio Osvaldo Foglia Junior, 47 anos, foi preso na noite de ontem (22) pelo GOI (Grupo de Operações e Investigações da Polícia Civil) logo após deixar uma festa no bairro Chácara Cachoeira, em Campo Grande.

Segundo informações da Polícia Civil, Miguel já estava sendo monitorado e, na noite de ontem, os investigadores receberam a informação de que o suspeito estaria em uma festa no bairro Chácara Cachoeira.

Os policiais foram ao local e flagraram Miguel saindo da festa por volta das 22h. Ele deixou o local em um veículo Fiat Argo, acompanhado de duas pessoas. Após algumas quadras, o carro foi abordado. O suspeito não resistiu à prisão.

Nas redes sociais, sobrinho e tio aparecem lado a lado em fotos postadas no perfil do suspeito (Foto: Facebook/Reprodução)
Nas redes sociais, sobrinho e tio aparecem lado a lado em fotos postadas no perfil do suspeito (Foto: Facebook/Reprodução)

Miguel foi encaminhado à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro e será encaminhado na manhã desta terça-feira (23) para a 4ª Delegacia de Polícia Civil. A arma utilizada no crime não foi localizada.

O caso - Osvaldo foi morto a tiros em uma conveniência na Rua Marquês de Lavradio na noite da última terça-feira (16). Segundo informações do boletim de ocorrência, ele foi até o local cobrar uma dívida do sobrinho.

A dupla acabou discutindo e Miguel disparou vários tiros contra Osvaldo. Ele morreu na hora. Miguel fugiu em um veículo Chevrolet Camaro, encontrado no dia seguinte no quintal de uma residência no bairro Cristo Redentor.



Muito preocupado com o homicídio que cometeu.
Pena que por causa do crime de ter matado uma pessoa, vai pegar uma condenação de aproximadamente 20 anos ou até menos e não vai cumprir nem 8 anos, ficando livre pra tocar a vida, enquanto tirou a de outra pessoa.
Lei ótima pra proteger homicida isso sim.
 
Adriano em 23/07/2019 08:56:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions