A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Fevereiro de 2020

14/02/2020 12:33

Somadas, penas de grupo envolvido em “tribunal do crime” ultrapassam 43 anos

Criminosos estão envolvidos no sequestro e decapitação de John Hudson dos Santos Marques, no ano passado

Maressa Mendonça e Viviane Oliveira
Acusados de envolvimento na morte de John Hudson dos Santos Marques, o “John John” (Foto: Marcos Maluf)Acusados de envolvimento na morte de John Hudson dos Santos Marques, o “John John” (Foto: Marcos Maluf)

O julgamento do grupo envolvido na morte de John Hudson dos Santos Marques, o “John John”, em fevereiro do ano passado, em Campo Grande, terminou com quatro homens condenados por crimes de homicídio, ocultação de cadáver e organização criminosa. Somadas, as penas ultrapassam 43 anos de reclusão.

Com segurança reforçada na entrada do Fórum, o julgamento teve início às 13h da quarta-feira (12). Após o término desta primeira sessão, os jurados foram levados para um hotel, onde ficaram incomunicáveis. O julgamento chegou ao fim por volta das 20h de quinta-feira (13).

Gabriel Rondon da Silva, o “Biel” foi condenado a 18 anos, seis meses de prisão, mais 3 dias multa por homicídio qualificado, destruição de cadáver e organização criminosa. Leonardo Caio dos Santos Costa, o “Apolo” recebeu pena de 19 anos, 8 meses e 20 dias de prisão, mais 54 dias multa pelos mesmos crimes.

Tiago Rodrigues de Souza, conhecido como “Neguinho”, “Botucatu” ou “Sawary” foi absolvido do crime de homicídio, mas condenado por destruição de cadáver e organização criminosa. A pena dele será de 6 anos, 8 meses e 20 dias de reclusão, além de 54 dias multa.

Elionai Oliveira Emiliano, o “Nai” ou “Nay” também foi absolvido do crime de homicídio,mas condenado por destruição de cadáver e organização criminosa. A pena dele será de 6 anos, 8 meses e 20 dias de prisão mais 5 dias multa.

Maycon Ferreira dos Santos, o “De Menor”, que também é apontado pela polícia como um dos envolvidos no crime, será julgado em outra ocasião. Isto porque durante a sessão ele mudou a versão e negou participação no caso.

Outros dois envolvidos neste mesmo “tribunal do crime” já tinham sido julgados.Wellington Felipe foi condenado a 17 anos e 10 meses de prisão. Mackson Ferreira foi inocentado do crime. Todos eles são apontados pela polícia como integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital).

O caso - No dia 13 de fevereiro de 2018, “John John” foi sequestrado por Gabriel, Tiago, Wellington e Leonardo e levado para um barraco no bairro Mário Covas que pertencia a Mackson, irmão de Maycon.“John John” era acusado de envolvimento com o CV (Comando Vermelho), crime em que a sentença recorrente é a morte.

Na noite de 14 de fevereiro, “John John” foi levado a estrada vicinal, na saída para Terenos, na BR-262. Foi morto com dois tiros na cabeça, desferidos por Gabriel Rondon e Tiago Rodrigues. Elionai, usando faca fornecida por Maycon, decapitou “John John”. Wellington teria filmado toda a ação, supervisionada por Leonardo.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions