ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Suspeito de agredir esposa é morto a tiros pela polícia dentro de condomínio

Homem, de 31 anos, chegou a ser socorrido, mas não resistiu

Por Dayene Paz | 30/11/2023 07:05
Viatura da Polícia Militar em condomínio onde ocorreu morte. (Foto: Direto das Ruas)
Viatura da Polícia Militar em condomínio onde ocorreu morte. (Foto: Direto das Ruas)

Suspeito de agredir a esposa, um homem de 31 anos, identificado apenas pelo primeiro nome, Jean, foi morto durante ocorrência do Batalhão de Choque da Polícia Militar, na madrugada desta quinta-feira (30), no condomínio que fica no Jardim Canguru, em Campo Grande. Ele chegou a tomar a arma de um dos militares e mirou contra a equipe, que revidou e o acertou.

Segundo boletim de ocorrência, a equipe do BPChoque foi informada sobre denúncia de violência doméstica no condomínio, envolvendo um homem que era foragido da Justiça e estava armado com uma faca. Então, no local, os militares foram atendidos pela mãe da vítima de agressão. A mulher pediu por socorro, afirmando que ouviu a briga e que a filha corria risco de vida.

Os militares informam que se aproximaram da porta e ouviram discussão do casal. Quando Jean disse "eu vou te matar", arrombaram o local e encontraram o suspeito "completamente perturbado como se estivesse usado algum tipo de estimulante", diz o boletim. A mulher estava no cômodo e foi orientada a ir para o quarto com os três filhos pequenos.

Jean continuou perto de uma faca, dizendo que não sairia vivo da casa, pois não voltaria para a prisão. Foi então que o suspeito pegou uma serra e começou a cortar a tela de proteção da janela, afirmando que iria pular. A esposa ouviu e foi até o cômodo para evitar que ele pulasse, mas foi contida por um dos policiais.

Foi nesse momento que Jean conseguiu tomar a arma de um dos militares, que entrou em luta para desarmá-lo. Quando o suspeito conseguiu apontar a arma, segundo registro da ocorrência, os outros militares revidaram e o atingiram. Mesmo caído, ele ainda tentou disparar e foi atingido por mais um tiro. Como apresentava sinais vitais, os policiais o socorreram até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Bairro Universitário, onde o óbito foi constatado.

A PM informou que na casa havia vários móveis quebrados, marcas de sangue, serra e a faca que Jean utilizou para ameaçar a esposa. A mãe da vítima contou que Jean estava usando drogas, frequentemente brigava com a esposa e a ameaçava de morte. A esposa do suspeito também foi socorrida com lesões leves após ser agredida por Jean.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Cepol, em Campo Grande. As armas dos policiais envolvidos foram apreendidas, a fim de procedimento investigativo sobre a ocorrência.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias