A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

05/11/2014 07:18

Terceira onda de arrombamentos de veículos faz cinco vítimas na Capital

Renan Nucci
Em quase todos os  casos, bandidos quebraram vidro traseiro do lado do passageiro do veículo. (Foto: Marcos Ermínio)Em quase todos os casos, bandidos quebraram vidro traseiro do lado do passageiro do veículo. (Foto: Marcos Ermínio)

Novos casos de arrombamento de veículos fizeram cinco vítimas, ontem (04), em Campo Grande. Segundo o registro da Polícia Civil, os crimes ocorreram entre às 19h e 23h30, nos bairros Tiradentes, Vila Gomes, Vilas Boas e Centro. Os criminosos quebraram o vidro dos automóveis para roubar celulares, documentos, dinheiro e outros objetos. Esta é a terceira onda registrada em cerca de dois meses na Capital.

Em um dos casos, às 19h, um homem de 35 anos estacionou o automóvel em frente de uma academia na Avenida Ernesto Geisel, no Centro. Aproximadamente uma hora depois, notou que o vidro traseiro do lado direito estava quebrado, e que uma pasta executiva e uma impressora haviam sido levadas.

Quase no mesmo horário, uma jovem de 26 anos se envolveu em situação parecida. Os bandidos arrombaram o carro dela que estava parado em frente a uma academia na Rua Marechal Cândido Mariano Rondon. O vidro traseiro estava quebrado e a bolsa dela, com documentos, dinheiro e óculos, foi encontrada do lado de fora, vazia.

Entre às 19h30 e 20h30, os bandidos arrombaram o vidro traseiro do veículo de uma mulher de 43 anos, na Rua Bom Pastor, no Bairro Vilas Boas. Eles fugiram levando a bolsa com cartões de bancos, de planos de saúde, documentos pessoais, documentos do veículo e dois telefones celulares.

Às 19h15, na Vila Gomes, uma mulher também teve a bolsa com documentos, cartões e cheque levados. O automóvel dela estava na Rua Desembargador Eurindo Neves. Ela havia estacionado para ir a uma reunião, e depois, notou o furto. O último caso ocorreu às 23h30, no Tiradentes. Um carro parado na Rua dos Dentistas, próximo a uma universidade, foi arrombado. Os bandidos levaram pendrive, documentos, cartões, carregador de celular e outros pertences.

Onda de Crimes - Conforme tem sido divulgado pelo Campo Grande News, esta é a terceira onda de arrastões em cerca de dois meses na Capital.

No primeiro caso registrado, na noite do dia 4 de setembro, pelo menos seis pessoas tiveram seus veículos arrombados. As ocorrências foram no Centro, Itanhagá Park e Jóquei Clube.

Na quinta-feira (30), oito pessoas foram vítimas deste mesmo crime após estacionarem na região do Parque das Nações Indígenas.



Lei existe, não existe é policia que queira trabalhar nesta cidade, deviam experimentar e ficar uma semana, sim só uma semana sem policia para ver se as coisas mudariam tanto assim como as pessoas acham, de duas uma, ou a nossa policia realmente não quer trabalhar e fica só no quartel general deles assistindo tv e comendo, ou eles realmente não tem condições de fazer o trabalho que a população espera, já estamos sem policia na cidade faz mais de um ano, alguém tem que fazer alguma coisa. Campo Grande nunca foi uma cidade com tantos crimes como tem sido nos últimos dois ou três anos.
 
Max em 05/11/2014 16:00:07
POR ISSO QUE FALO NOVAMENTE, PRA QUE DEIXAR BANDIDO COM VIDA, ISSO NÃO RESOLVE, E OUTRA, A POPULAÇÃO TEM QUE APRENDER A NÃO DEIXAR NADA DENTRO DO CARRO, JÁ QUE NÃO EXISTE LEI PRA PUNIR BANDIDO.
 
japa em 05/11/2014 11:23:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions