A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

30/04/2016 14:26

Testemunha de homicídio no Colibri é detida suspeita de mentir em depoimento

Ricardo Campos Jr.
Bar onde homem foi morto no Jardim Colibri (Foto: Alcides Neto)Bar onde homem foi morto no Jardim Colibri (Foto: Alcides Neto)

Uma das testemunhas do homicídio ocorrido no Jardim Colibri, na manhã deste sábado (30), foi detida por falso testemunho. Conforme o boletim de ocorrência, Cláudia Alves Machado da Silva, 35 anos, disse que não conhecia a vítima e o suspeito, ao contrário do que afirmaram outras duas pessoas que também estavam no estabelecimento no momento do crime.

Ainda segundo o registro, a vítima foi identificada como Edimar Barros da Silva, 42 anos. A perícia constatou que ele foi atingido por pelo menos oito disparos, sendo dois no abdome, cinco na cabeça e um no braço esquerdo.

Um homem e uma mulher estavam no bar afirmaram em depoimento que Cláudia conhecia os envolvidos e estava conversando com eles momentos antes da ocorrência.

A PM (Polícia Militar) e o Corpo de Bombeiros foram acionados e nada puderam fazer senão isolar a cena do crime até a chegada da Polícia Civil e da perícia. O suspeito ainda não foi identificado.

Uma mulher disse à polícia que a morte teria ocorrido após discussão em um jogo de sinuca. O caso foi registrado pelo delegado Hoffman D’Ávila, plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions