A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

29/02/2012 16:25

Traficante que atropelou criança havia jogado carro antes contra policial

Viviane Oliveira

Segundo informações da Polícia Civil, ele jogou o carro contra um policial civil que participou da prisão da mulher dele, por tráfico de drogas, no município de Rio Verde de Mato Grosso, em dezembro do ano passado

Moto em que traficante estava e que atropelou menina morta ontem à tarde. (Foto: Fernando da Mata)Moto em que traficante estava e que atropelou menina morta ontem à tarde. (Foto: Fernando da Mata)

O traficante Magno Henrique Martins dos Santos, de 28 anos, que matou atropelada na tarde de ontem (28), uma menina de 6 anos, no Parque Iguatemi, na região do bairro Nova Lima, em Campo Grande, durante uma perseguição policial, já se envolveu em um episódio parecido. Segundo informações da Polícia Civil, ele jogou o carro contra um policial civil que participou da prisão da mulher dele, por tráfico de drogas, no município de Rio Verde de Mato Grosso, em dezembro do ano passado.

De acordo com o delegado Weber Luciano Medeiros da 2ª Delegacia de Polícia, responsável pelo caso, o traficante jogou o carro em cima de um investigador para atrapalhar a ação da equipe durante a prisão da esposa. Na época, ninguém se feriu.“Ele está acostumado a fazer isto. Ontem ele jogou o carro em cima das crianças para tirar o foco dos policiais”, afirma.

Rayane Amorim Piccelli Pereira, foi atropelada na tarde ontem (28), no cruzamento da rua Major Giovane Francisco Nadalim com Jaime Cerveira. A criança foi arremessada e parou 24 metros à frente do local do atropelamento, em estado grave, ela foi transportada pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para a Santa Casa, mas morreu no hospital por volta das 23 horas.

De moto, Magno estava fugindo da Polícia e, durante a perseguição atropelou a criança. Magno continuou a fuga, mas foi capturado pelos policiais.

A vítima tinha quatro irmãos. A mãe dela, Lilian de Amorim, 30 anos, teve bebê há poucos dias. Na escola Municipal Nerone Maiolino, onde a menina cursava o 2º ano, os alunos da sala dele forma dispensados.

De acordo com o delegado Weber Luciano de Medeiros, os policiais estavam atrás de Magno por conta de um mandado de prisão do município de Rio Verde, por ter trocado tiros com a Polícia Militar, ocasião em que sua mulher foi presa por tráfico de drogas.

Magno tem nove passagens pela Polícia, por tentativa de homicídio, tráfico de drogas, violência doméstica, furto qualificado, portar drogas para consumo pessoal. Magno foi indiciado por homicídio triplamente qualificado, motivo fútil, recurso que dificultou a defesa da vítima e resquícios de crueldade. Ele está preso provisoriamente na 2ª Delegacia de Polícia.



TRISTEZA E REVOLTA ESTAS SAO AS PALAVRAS QUE NOS APERTAM A GARGANTA E TRISTE OLHAR E VER QUE UM INOCENTE PAGOU PELO ERRO DE ALGUEM QUE JA TINHA DIVIDA COM A JUSTICA, QUE DEUS CONFORTE OS PAIS E FAMILIARES DESTA INOCENTE
 
cleusa p. delmuti em 29/02/2012 07:42:04
Fiquem tranquilos. Daqui um pouquinho tem 'trocentas' pessoas e/ou instituições defendendo esse indivíduo. "Direitos humanos" para quem não é 'humano'. Vão dizer ainda que ele é uma vítima desta sociedade burguesa, elitizada e corrompida. Que ele é vítima do sistema.
E a garotinha? Ah, vão dizer que isto foi uma 'fatalidade'. Estava no lugar errado, na hora errada. Eita Brasil. Acorda!!!
 
Juvenal Coelho em 29/02/2012 05:06:59
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions