A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

07/01/2015 10:40

Tragédia no Tijuca acabou com reabilitação e "nova vida" de pedreiro

Filipe Prado
Alcindo foi a segunda morte no trânsito de Campo Grande em 2015 (Foto: Marcelo Calazans)Alcindo foi a segunda morte no trânsito de Campo Grande em 2015 (Foto: Marcelo Calazans)

“Ele estava construindo uma vida nova”, afirmou a sogra do pedreiro Alcione Clodoaldo Nunes, 37 anos, morto na tarde de ontem (6), após colidir com um veículo no Jardim Tijuca, em Campo Grande. A vítima foi presa em 2008, acusado de assassinar o ex-sogro a tiros em 2005. Alcione foi a segunda morte no trânsito da Capital neste ano.

A sogra da vítima, Adila Siqueira, 52 anos, contou que ele e a filha, Ariana Siqueira, moravam juntos há três anos, quando começaram a namorar. “Era um homem batalhador”, afirmou. Emocionada, a mulher preferiu não falar mais sobre Alcione.

O agricultou Sidnei Aldair, 31, esposo de Adila, revelou que o genro tinha um bom convívio com todos e buscava apagar os erros do passado. “Ele estava querendo mudar de vida. Todos são sujeitos a isso e merecem uma segunda chance”, assegurou. Ainda apontou que Alcione era “brincalhão e trabalhador”.

A motocicleta usada por Alcione, no momento do acidente, era de Sidnei. Ele disse que há seis meses comprou a motocicleta e a emprestou para o genro, porque a moto havia quebrado e ele precisava ir trabalhar. “Estamos todos abalados. Ninguém esperava isso”, revelou.

O enterro começa a partir das 16h no Cemitério São Sebastião (Foto: Marcos Ermínio)O enterro começa a partir das 16h no Cemitério São Sebastião (Foto: Marcos Ermínio)

Alcione deixou três filhos do primeiro casamento e uma afilhada.

O velório do pedreiro acontece até às 15h30 no Nippo. O enterro está marcado para às 16h, no cemitério São Sebastião.

Acidente - O pedreiro morreu ao bater de motocicleta contra um Logan no cruzamento da Rua Rio da Prata com a Avenida Conde de Boa Vista, no Jardim Tijuca. Segundo o Corpo de Bombeiros, o motociclista teve traumatismo craniano, no tórax e possível fratura no fêmur.

Testemunhas disseram que o condutor da moto seguia pela Rua Rio de Prata e invadiu a preferencial do automóvel, que trafegava pela Avenida Visconde da Boa Vista. No entanto, não há placas ou pinturas de “Pare” no asfalto. Quando a equipe de socorristas chegou ao local, a vítima não havia resistido aos ferimentos.

A delegada Cristiane Grossi, da 6ª Delegacia de Polícia, informou que o condutor do Logan poderá responder por homicídio culposo (não há a intenção de matar). No entanto, vai aguardar o resultado da perícia para concluir o caso sobre responsabilidade pela morte do motociclista.

Esta é a segunda morte no trânsito de Campo Grande neste ano. A primeira ocorreu na tarde de sábado (3), quando um veículo Gol capotou e bateu em uma árvore na Avenida Nasri Siufi, no Portal Caiobá.

Homicídio - O crime aconteceu na madrugada do dia 20 de fevereiro de 2005, no Jardim Los Angeles. Alcione, a ex-esposa e o sogro, Sebastião Ferreira Valejo, estavam em uma festa. O acusado queria que a esposa fosse embora com ele. O casal brigou e o pai dela interferiu.

Alcione fez então três disparos contra o sogro, mas apenas um o acertou no peito. Valejo foi encaminhado para o posto de saúde das Moreninhas, mas não resistiu aos ferimentos e morreu

Homem que matou sogro é condenado a 7 anos de prisão
Alcione Clodoaldo Nunes foi condenado a sete anos de prisão por ter matado o sogro, Sebastião Ferreira Valejo, a tiro em fevereiro de 2005. O julgame...
Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions