A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

25/08/2011 15:10

Trio assalta e agride estudante de 17 anos na saída de escola

Nadyenka Castro e Paula Vitorino

Dois envolvidos foram detidos pela PM. Garoto precisou de atendimento médico

Rua onde estudante foi agredido e assaltado. (Foto: Simão Nogueira)Rua onde estudante foi agredido e assaltado. (Foto: Simão Nogueira)

Um estudante de 17 anos foi assaltado e agredido logo após ter saído da Escola Estadual Fausta Garcia Bueno, localizada no bairro Coophasul, em Campo Grande, no fim da manhã desta quinta-feira. Ele precisou de atendimento médico.

Aluno do 1º ano do ensino médio, o adolescente conta que três garotos “mal encarados” , que integram um grupo de aproximadamente 15 jovens, foram os autores. Dois deles foram detidos pela PM (Polícia Militar) logo após o fato.

Vestido com uniforme escolar, o adolescente foi abordado em frente a um terreno baldio ao lado do colégio. “Ele [autor] me deu um tapa na nuca e disse passa o boné”.

A vítima entregou, em seguida chegou outro jovem que desferiu um pontapé no peito do estudante e o jogou no chão para o comparsa, o terceiro agressor, dar um chute na região do apêndice.

Nesta hora, o garoto gritou de dor e os responsáveis saíram, segundo a vítima, “dando risada”.

A Polícia foi acionada e socorreu o estudante com diversos hematomas pelo corpo para a unidade de saúde do bairro Coronel Antonino, onde tomou dipirona e soro.

Outra agressão- A operadora de caixa Alessandra Cambará de Souza, 33 anos, mãe do estudante, acompanhou o atendimento médico e revela que este não é o primeiro caso de agressão em frente à escola.

Segundo ela e o filho, há aproximadamente 10 dias, um colega dele foi agredido pelo mesmo grupo, mas não quis contar o caso à direção do colégio por medo.

Mãe e filho dizem que estes jovens ficam nas proximidades do colégio sempre no horário de saída dos alunos já há uma semana.

Para Alessandra, falta policiamento. “Todo mundo sabe que não existe policiamento em frente à escola”, afirma.

Moradores- Quem mora perto ao colégio confirma o que mãe e filho falaram sobre os rapazes que ficam na rua ‘de olho na saída dos alunos’. “Sempre junta uma molecada no horário de saída. Eles ficam rindo, bagunçando, fumando cigarro”, revela uma senhora que preferiu não se identificar.

Juliana Leite, 33 anos, fala que suspeita que estes garotos tenham assaltado o pequeno comércio dela duas vezes na última semana. “A primeira vez levaram dinheiro, a segunda mercadorias”. “Acho que é essa molecada”, diz referindo-se ao grupo.

Policiamento- A diretora da escola, que não quis se identificar, afirma que o colégio tem uma parceria com a PM, através do policiamento escolar. Segundo ela, sempre que há uma situação de risco ou suspeita, os policiais são acionados.

Ela diz ainda que não existe grupos que ficam ‘à toa” em frente à escola e que a mesma é rigorosa com seus alunos, adotando sempre que necessário a suspensão e até transferência de estudantes problemáticos.

Quem agrediu- Segundo a PM, um adolescente de 17 anos e um rapaz de 19 são dois dos três envolvidos diretamente com o roubo e agressão. Conforme a PM, o mais velho deles tem passagem pela Polícia.

O boné do estudante foi encontrado por familiares nas proximidades do local da agressão.

Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...
Homem tem corpo queimado em acidente doméstico e morre na Santa Casa
Após dois dias internado, José Loureiro da Cruz, 49 anos, morreu por volta das 6h30 desta sexta-feira (15) na Santa Casa em decorrência de acidente d...


Como pode, homens barbados...bom para trabalhar...ficam em frente a colégio ...pelo amor de DEUS, por essa e outras que tá cada dia mais complicado encontrar homem de verdade...isso é espelho....lá em casa...ninguém tem tempo para ficar de passeio em frente a colégio/bar/casa de amigos.....pq quando não estamos trabalhando, estamos estudando...buscando uma vida melhor de forma digna.....e outra, quando vejo esse tipinho vadiando...nem olho..pq já vi que não presta...é dor de cabeça na certa...vão trabalhar bando de marmanjo folgado
 
Patricia Maria em 26/08/2011 08:45:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions