A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

30/08/2015 15:23

Um dos funcionários que morreu em curtume tentou resgatar colegas de tanque

Flávia Lima e Juliana Brum
Um dos tanques do curtume onde dois funcionários morreram neste domingo. (Foto:Fernando Antunes)Um dos tanques do curtume onde dois funcionários morreram neste domingo. (Foto:Fernando Antunes)

O tenente do Corpo de Bombeiros Vinicius Frotté, disse que o motorista de caminhão pipa, Leandro Cesário, 32, que morreu na manhã deste domingo (30) durante acidente no curtume Qually Peles, havia descido na caldeira para tentar salvar os dois amigos que estavam limpando o tanque, utilizado no tratamento de água.

O segundo funcionário que morreu, Roberto Carlos Prieto da Silva, estava no fundo do tanque executando a limpeza, mas não conseguiu ser resgatado pelos dois amigos que foram ao seu socorro. Ele era encarregado do serviço de tratamento de água.

O tanque era utilizado como descarte de pelos dos animais e água utilizada na limpeza do couro. De acordo com Reginaldo Cesário, 33, irmão de Leandro, ele trabalhava no local há sete meses e tinha experiência na função. “Sempre quem morre é quem vai ajudar”.

O motorista deixou dois filhos, frutos de dois casamentos, sendo que uma delas é especial. Abalado, Reginaldo afirmou que ainda não sabia como iria dar a notícia a mãe dos irmãos, Dila Maria Ribeiro Cesário, 60.

Os funcionários que ficaram feridos são Wellington Britto, que foi levado para a Santa Casa em estado grave e Ademir de Jesus Ribeiro, encaminhado para o Hospital Regional Rosa Pedrossian. Ambos são operadores de tratamento de água. 

De acordo com a mãe de Wellington, Alice Britto, ele foi internado na UTI e permanece entubado e sedado.   



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions