A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 23 de Setembro de 2017

08/09/2017 19:55

Unido e religioso, casal morto em acidente estava com viagem marcada

Acidente foi provocado por um motorista embriagado na noite de ontem

Guilherme Henri e Luana Rodrigues
Casal morreu em acidente na noite de ontem (Foto: reprodução/Facebook)Casal morreu em acidente na noite de ontem (Foto: reprodução/Facebook)

Caixões lado a lado, e além de profunda tristeza outro sentimento imperou entre amigos e familiares: revolta! Esse foi o clima do velório do casal Cleberson Alves Ferreira, 33 anos, e Eliane dos Santos Gimenez, 39 anos, que morreram em um acidente provocado por um motorista embriagado, no anel viário, em frente ao shopping Bosque dos Ipês, na noite de ontem (7).

O cortejo foi realizado na rua Bandeiras, na Pax Real e segundo familiares e amigos, o casal era unido, religioso e estava com viagem marcada para Aparecida do Norte (SP), local do santuário de Nossa Senhora Aparecida.

Vilma Evangelista, 58 anos, era vizinha das vítimas há 8 anos e diz que os dois eram como filhos para ela. “A última vez que os vi foi quando me deram uma carona até a rodoviária, no domingo. Nossa despedida foi como um 'até logo', que não vai mais acontecer”, lamenta a mulher, que revelou que o casal tinha confidenciado a ela que viajaria no próximo mês. “Eles eram muito unidos e religioso. Ninguém conseguiu se despedir”, afirma.

Ainda segundo a vizinha, Cleberson era pedreiro e Eliane auxiliar de produção. Além das duas meninas, que estavam com o casal no momento do acidente, o casal deixa um filho de 14 anos.

Bombeiros usaram holofote para fazer o socorro às vítimas (Foto: Izabela Sanchez)Bombeiros usaram holofote para fazer o socorro às vítimas (Foto: Izabela Sanchez)

Justiça – Revoltada, a irmã de Cleberson, Maria Valéria, 36 anos, diz que a família espera que este não seja mais um caso que caia no esquecimento. “Hoje este motorista saiu andando do hospital, provavelmente pagará fiança e será solto enquanto dinheiro nenhum trará meu irmão de volta”, desabafa.

No entanto, a mulher, sem esperanças “na justiça dos homens”, diz que acredita na justiça divina. “Estou estraçalhada. Foi algo muito injusto e inexplicável”, conta.

Acidente - Conforme registrou a PRF (Polícia Rodoviária Federal), além de dirigir alcoolizado, o condutor do Fiat Strada, Matias Marques da Silva, 47 anos teria invadido a pista contrária ao tentar fazer ultrapassagem em local proibido.

No carro do casal, que morreu no local, também estavam Gislayne Santos Gimenez, 44 anos, e as filhas de Cleberson e Elaine, de 12 e 17 anos. As três estão feridas e internadas na Santa Casa. Gislayne teve traumatismo craniano e está em coma.

Um Fiat Uno Mille, conduzido por uma mulher de 57 anos, também se envolveu no acidente, mas a motorista saiu ilesa.

Matias da Silva vai responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, lesão corporal culposa, e embriaguez ao volante, conforme o registro da Polícia Civil. Ele estava internado sob escolta.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions