A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

25/03/2013 12:17

Universitário e skatistas “sujam” cidade por protesto político

Francisco Júnior
Orla Morena é um dos locais mais pichados em Campo Grande. (Foto:  Marcos Ermínio)Orla Morena é um dos locais mais pichados em Campo Grande. (Foto: Marcos Ermínio)

Protestar e fazer arte. Essas são as principais justificativas dadas pelos jovens detidos por picharem propriedades públicas e particulares na Capital. Só neste mês, 16 pessoas, entre adultos e adolescentes, foram parar na delegacia por conta deste tipo de crime. No grupo estão jovens adeptos do skate e até um estudante de artes, segundo a Polícia.

De acordo com a delegada da Decat (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e Proteção ao Turista), Rozeman Geise Rodrigues de Paula, os acusados de pichar prédios privados e monumentos públicos foram detidos e ouvidos neste mês. Eles começaram a ser detidos na semana passada pela Polícia. 

Conforme a delegada, entre as justificativas apresentadas, os pichadores afirmam que utilizam a prática para protestar contra os políticos e chamar a atenção das autoridades. “Um protesto que ninguém entende. São desenhos, frases indecifráveis”, avalia Rozemam.

Não só protestar é a intenção dos pichadores. Alguns alegam que o que fazem é arte. Entre os detidos está um universitário de artes. “Ele disse que queria mostrar a sua arte. Ele grafitou no muro de uma casa sem autorização do dono. Está fazendo arte de modo errado”, explicou.

A delegada informa que ainda esta semana deve ouvir outros pichadores.

Nos últimos dias, esse tipo de crime vem ganhando repercussão na cidade por conta do aumento dos locais pichados e onde os vândalos deixam sua “arte”. A Orla Morena é um dos pontos mais pichados da cidade.

Em todo o prolongamento da pista, que mede 2,4 quilômetros, é fácil encontrar trechos com escritas feitas com tinta spray. O Campo Grande News já fez inúmeras matérias denunciando o problema.

Um empresário foi obrigado a instalar câmeras de segurança para tentar identificar quem estava pichando os portões de sua casa, que fica na rua Alan Kardec, região da Orla Morena. Com as imagens, acionou a Polícia que acabou prendendo os pichadores.

 

Obelisco é alvo dos pichadores (Vanderlei Aparecido)Obelisco é alvo dos pichadores (Vanderlei Aparecido)

Até o obelisco, que fica na avenida Afonso Pena, principal via da cidade, já foi alvo de vândalos.

Em nota, a Polícia Militar informa que os pontos preferidos dos pichadores estão sendo monitorados e os responsáveis pela depredação detidos e encaminhados para a delegacia de Polícia Civil, onde estão sendo investigados por crime/ato infracional de dano, dano qualificado ou crime ambiental.

A PM informa, ainda, que para aumentar o número de detidos e acabar com o problema das pichações, está trabalhando com uma rede de informações e monitoramento que conta com apoio de empresas e da comunidade. A intenção é pegar os pichadores em flagrante.

Por meio da assessoria de imprensa, o coronel Evaldo Iahn Mazuy, comandante do policiamento metropolitano, explica que a Policia está fazendo o cadastramento dos locais usados pelos pichadores, aumentando a vigilância e contando com parcerias para findarmos essa prática que afeta órgãos públicos e a população.

O coronel Carlos Alberto David dos Santos, comandante geral da PM, determinou que os envolvidos “sejam localizados e presos. Ele pede a colaboração de todos para denunciar e a acabar com a ação de pessoas que depredam o patrimônio e deixam a cidade suja”. Os telefones para denunciam são o 190 e o 181.

A pessoa que picha patrimônio público ou particular comete crime e pode pegar pena de prisão por dano, dano qualificado ou crime ambiental. A pena para quem picha um prédio público ou uma praça pode chegar a três anos. Sem prejuízo da reparação do dano bem como de possível pagamento de indenização.

Polícia detém quadrilha de pichadores na Vila Palmira
Policiais militares detiveram hoje, às 4h15, na rua Yokoama, Vila Palmira, em Campo Grande, uma quadrilha de pichadores. Foram detidos Julio César do...
Guarda Municipal detém dois pichadores na Orla Morena
O Serviço de Inteligência da Guarda Municipal, com apoio de guarnição de serviço, deteve nesta noite, por volta das 20h30, dois pichadores na Orla Mo...
Prefeito convoca população para localizar pichadores
O prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), conclamou nesta manhã a população da cidade para localizar os pichadores que depredaram as obras da...


Universitários??? que tipo de profissional vai ser, heim? na realidade são projetos de marginais, delinquentes, desocupados...grande parte de povo, que esta hoje em universidades, nem sabem escrever e falar o português direito, só entendem de cachaça, sertanojo e terere. Que país é esse????
Pichador tem que levar cana, pagar o prejuízo ao patrimônio público ou particular.
Arte é muito diferente desse LIXO VISUAL, que está nos muros, paredes e monumentos espalhados pela cidade.
 
Juan Charlymoon em 26/03/2013 09:34:08
Tem que prender e fazer eles pintarem onde sujaram, porque é uma sujeira. É uma coisa feia, porque se fosse bonito , deveriam pintar a cara e sair por aí para protestar. Foram detidos e a sujeira quem vai bancar?
 
Antonio Reis em 25/03/2013 14:17:02
se querem fazer protesto dessa forma! pixem seu muro! ou sua propria casa!
 
samuel vosni em 25/03/2013 13:26:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions