A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017

20/04/2017 16:17

Vacina contra pneumonia chega aos postos em maio; veja quem tem direito

Em Campo Grande, do início do ano até agora, foram registrados 58 casos da doença

Luana Rodrigues
Vacinação em idosos. (Foto: Agência Brasil)Vacinação em idosos. (Foto: Agência Brasil)

Começa no dia 2 de maio o calendário de vacinação contra pneumonia pela rede pública de saúde, em Campo Grande. As doses da vacina estarão disponíveis em todos os postos de saúde do município, as UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e UBSFs (Unidades Básicas de Saúde da Família).

De acordo com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), a vacinação ainda não começou, pois as vacinas serão entregues pelo Ministério da Saúde aos municípios no fim deste mês.

Têm direito à vacina gratuitamente idosos, crianças menores de 2 anos, indígenas, profissionais da saúde e gestantes, pessoas com mais de 2 anos que apresentem condições que predisponham às infecções pneumocócicas recorrentes; deficiência de imunoglobulinas e neoplasias malígnas.

Também podem ser vacinados pelo SUS portadores do vírus da AIDS; pessoas doenças pulmonares (enfisema, brônquite crônica, bronquiectasias); insuficiência cardíaca, renal ou hepática; diabetes e alcoolismo.

Idosos acamados tem direito de receber a vacinação em casa. Para isso, é preciso que familiares do paciente procurem a unidade de saúde mais próxima de casa e requisitem a vacina. Uma visita é agendada, e uma equipe vai até a residência do idoso aplicar a dose. Cada idoso pode tomar apenas duas doses da vacina que deve ser aplicada em um intervalo de cinco anos.

Até o fechamento deste texto, a prefeitura não havia informado a quantidade de doses que serão disponibilizadas na Capital, nem a expectativa percentual de imunização.

Vacina contra pneumonia chega aos postos em maio; veja quem tem direito

Doença - A pneumonia é uma infecção respiratória grave e caracteriza-se por febre e tosse com catarro. Em muitos casos, precisa de internação, podendo levar a pessoa à morte se não tratada adequadamente.

Em Campo Grande, do início do ano até agora, foram registrados 58 casos da doença, que é responsável por altas taxas de internações e mortalidade, especialmente entre crianças menores de cinco anos. Cerca de 15 milhões de crianças são hospitalizadas, por ano, por pneumonia, em países em desenvolvimento. A doença também é responsável por cerca de 20% dos 8,8 milhões de óbitos anuais em todo o mundo.

Vacina - Segundo o Ministério da Saúde, a pneumocócica conjugada (vacina contra pneumonia) foi introduzida no calendário básico de imunização infantil do Brasil para em 2010. Até então, a vacina era direcionada às pessoas com mais de 60 anos, principalmente residentes em asilos ou casas de apoio à idosos.

A vacina reduz o risco de infecções graves causadas pelo Streptococcus pneumoniae ("pneumococo"). Esta bactéria é causa comum de infecções respiratórias (otite, sinusite, pneumonia), e também pode ocasionar infecções generalizadas (meningite, sepse).

- Matéria editada às 18h47, para acréscimo de informações




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions