A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

10/06/2014 08:00

Vacinação contra a gripe é ampliada e procura aumenta após mortes

Filipe Prado
Natalia achou importante o aumento na faixa etária da imunização das crianças (Foto: Marcos Ermínio)Natalia achou importante o aumento na faixa etária da imunização das crianças (Foto: Marcos Ermínio)

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) ampliou a campanha de vacinação contra a gripe, incluindo-se contra os vírus influenza H1N1 H3N2. A campanha atingia somente as crianças de seis meses até menos de cinco anos, agora a faixa etária aumentou até os dez anos, que podem procurar uma Unidade Básica de Saúde para serem vacinados. Após a confirmação de quatro mortes no Estado, a procura pelos postos aumentou na cidade.

“Eu acho muito importante a vacinação. Desde que meu filho nasceu, eu trago ele para se prevenir”, comentou a estudante Natalia Simiola, 28 anos. O grupo, conforme a Sesau, não atingiu um percentual satisfatório, por isso a campanha não terminou para as crianças.

Com a confirmação de quatro mortes por gripe A (três em Corumbá e uma na Capital), a recepcionista Nathalie Gugel, 23, também levou o filho de 8 anos para vacinar. “Com tantos casos aparecendo, acho importante prevenir”, admitiu.

De acordo com a gerente técnica de serviço de imunização, Cássia Tieme, para evitar a doença, é necessário tomar algumas medidas de higiene básica. “Lavar mãos com frequência, além de evitar aglomeração de pessoas e evitar locais fechados, que aumentam as chances de adoecer”, explicou.

Ela esclareceu que a vacina não faz com que as crianças fiquem doentes, como muitas pessoas afirmam. “A vacina é de vírus inativado, não existe a possibilidade do vírus ficar vivo de novo e desencadear a doença”, constatou Cássia.

A gerente técnica explicou que a vacinação ocorre no inicio do inverno, então é coincidência as pessoas ficarem resfriadas ou gripadas neste período ou podem ser contaminados por outro subtipo da gripe.

A vacina protege contra três subtipos, o H3N2, Influenza B e o H1N1. Subtipos que mais matam na Capital, admitiu Cássia.

A campanha está disponível nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) das 7h às 11h e das 13h às 17h, de segunda a sexta-feira.

Menina de 5 anos está internada no CTI do HR com suspeita de gripe A
Uma menina de cinco anos foi internada no CTI (Centro de Terapia Intensiva) do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul Rosa Pedrossian, em Campo Gran...
Vacinação contra a gripe é ampliada para crianças de 5 a 10 anos
A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) dará continuidade à Campanha contra H1N1 para os grupos que não atingiram a meta de 80% estabelecidos...
Doença devastadora que matou jovem era gripe A, confirma Saúde
A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) confirmou, nesta sexta-feira (6), a primeira morte por gripe A, em Campo Grande. Exame laboratorial apontou q...
Mãe afirma que filha morreu de gripe A e que doença é devastadora
Mãe da jovem que morreu, na última terça-feira (3), com sintomas de Gripe A, Rosemar Gonçalves Cardoso Abelha, de 38 anos, tem certeza que a filha mo...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions