ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, QUINTA  04    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Vacinação de professores está na última etapa do Plano Municipal de Imunização

Trabalhadores das forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional e presos também estão na quarta fase

Por Lucia Morel | 27/01/2021 19:45
Primeiras quatro fases prevêem vacinação apenas em grupos prioritários. (Foto: Paulo Francis)
Primeiras quatro fases prevêem vacinação apenas em grupos prioritários. (Foto: Paulo Francis)

Com uma fase a mais que o Plano Nacional de Vacinação contra Covid-19, o plano municipal, publicado hoje em Diário Oficial, prevê que os professores serão vacinados na quarta e última etapa. As primeiras fases preveem imunização dos grupos prioritários e mais vulneráveis à doença.

Ainda na última fase entraram trabalhadores das forças de segurança e salvamento; funcionários do sistema prisional; e população privada de liberdade. Na terceira fase, serão vacinadas pessoas com comorbidades, como pacientes com doenças renais crônicas e cardiovasculares e na anterior, a segunda, a prioridade será para quem tem entre 60 a 74 anos).

Não há data definida para que a vacinação comece em nenhuma das fases, sendo que tanto Mato Grosso do Sul quanto Campo Grande dependem do envio de vacinas pelo Ministério da Saúde, que também não definiu as datas.

Até agora, duas vacinas estão sendo aplicadas no Brasil: a chinesa Coronavac, a ser produzida pelo Instituto Butantan e a indiana Oxford/Astrazeneca, que será produzida pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz).

A única fase de imunização em andamento é a primeira, iniciada no Estado em 18 de janeiro. Ela prevê vacinação a trabalhadores da saúde; população idosa a partir dos 75 anos de idade; pessoas com 60 anos ou mais que vivem em asilos ou instituições psiquiátricas; e população indígena aldeada.

Vale ressaltar que pelo Ministério da Saúde, as unidades federadas e as cidades, por si mesmas, podem considerar as categorias de trabalhadores em saúde a serem vacinados, “sendo facultado a Estados e Municípios a possibilidade de adequar a priorização conforme a realidade local”.

Fases do Plano Municipal. Fonte: Diogrande
Fases do Plano Municipal. Fonte: Diogrande

O ministério orienta, no entanto, que a prioridade da prioridade seja para os profissionais de saúde que atuam nas equipes de vacinação que estiverem inicialmente envolvidas na vacinação; serviços de saúde públicos e privados, tanto da urgência quanto da atenção básica, envolvidos diretamente na atenção/referência para os casos suspeitos e confirmados de covid-19; demais trabalhadores de saúde.

Pelo plano municipal, “devido ao quantitativo de doses recebidas, os grupos de risco definidos na primeira fase poderão ser estratificados, aos profissionais de saúde da Linha de Frente(*) de combate ao COVID-19, idosos asilados e indígenas aldeados. (Página 06 do Informe Técnico - Ministério da Saúde)”.

Atendimento ampliado – conforme as fases e a quantidade de pessoas a serem vacinadas avançarem, a Prefeitura de Campo Grande, através da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) vai ampliar o funcionamento de UBSs (Unidades Básicas de Saúde) que estejam realizando a vacinação.

Algumas unidades já selecionadas vão atender entre 19h e 23h, sendo que a região mais contemplada será a do Lagoa (sudoeste), onde cinco unidades funcionarão das 13h às 23h exclusivamente para a vacinação contra a covid-19 (Batistão, Tarumã, Oliveira, Caiobá, Coophavilla II).

Fonte: Diogrande
Fonte: Diogrande

Outras quatro, no Anhanduizinho (sul) funcionarão nesse mesmo período e são elas a dos bairros Botafogo,  Dona Neta, Iracy Coelho e Parque do Sol. Nos bairros Mata do Jacinto e Estrela Dalva, na região do Prosa (norte) o horário também será ampliado, assim como as do Coronel Antonino, São Francisco e Vila Nasser.

As UBSs Vila Carlota e Tiradentes, na região do Bandeira, funcionarão das 13h às 21h e  das 13h às 22h, respectivamente.

Como adiantou o Campo Grande News aqui, o Parque Ayrton Senna e o Ginásio Guanandizão também serão usados como polos de vacinação contra covid-19. Confira o Plano Municipal de Vacinação completo aqui.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário