A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

28/02/2015 10:02

Valor de benefício é baixo para quem troca a profissão pelo filho deficiente

Juliene Katayama e Mariana Rodrigues
Grupo pede direitos iguais a filhos com deficiência (Foto: Marcos Ermínio)Grupo pede direitos iguais a filhos com deficiência (Foto: Marcos Ermínio)

A coordenadora, Grazianny Farias, é mãe de um filho que necessita de cuidados especiais e contou as dificuldades para conseguir o benefício. “Tive de fazer o pedido duas vezes porque tenho um filho com paralisia cerebral e só na segunda consegui. A dificuldade é grande e o custo do tratamento também é grande”, explicou.

Outra mãe que participou do protesto e tem um filho de 2 anos e 9 meses, teve que largar a profissão para cuidar do filho que foi diagnosticado com deficiência. Dependendo apenas da renda do marido, ela não conseguiu o benefício do Loas (Lei Orgânica da Assistência Social).

“Quando descobre a doença tem vários outros motivos que são afetados como o psicológico, o financeiro e a mãe tem de largar tudo para cuidar do filho que precisa de atenção 24 horas por dia”, afirmou. A renda da família não pode passar de um salário mínimo.

Ela participou do movimento que reuniu cerca de 20 pessoas nesta manhã (28), em Campo Grande. O grupo pedia para aumentar o repasse que foi definido em um quarto de salário mínimo – atualmente cerca de R$ 197 – e também que diminua a burocracia para o acesso ao benefício.

O movimento Direitos Iguais surgiu pelo WhatsApp e ganhou força nacional. A ideia era fazer uma passeata pela Capital, mas desistiram da ideia “para não atrapalhar o trânsito e não ter o efeito esperado”.

David Marques é coordenador do Movimento “Esta vaga não é sua nem por um minuto” participou do manifesto para ajudar. Ele criticou a sistemática. “Se a mãe tem dois filhos com deficiência só pode para um”, disse.

Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions