A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Maio de 2019

18/04/2019 18:33

Vazamento abre buraco no teto de apartamento no Pioneiros

Com nove meses no local, morador já sofre com infiltrações e rachaduras nas paredes e pisos

Geisy Garnes e Aletheya Alves
O foro do banheiro cedeu e morador convive com goteiras (Foto: Direto das Ruas)O foro do banheiro cedeu e morador convive com goteiras (Foto: Direto das Ruas)

Infiltrações, rachaduras e pisos soltos voltaram a ser alvo de reclamação de clientes da empresa MRV Engenharia. Desta vez, os problemas estruturais tiram o sono de moradores do Residencial Parque Castelo San Marino, um dos três condomínios da construtora feitos na Avenida Senador Antônio Mendes Canale, no Bairro Pioneiro.

Wandernei Lima, de 27 anos, comprou o apartamento no local há nove meses. O sonho do imóvel próprio, no entanto, logo se transformou em pesadelo: além de rachaduras nas paredes e no piso, uma infiltração no banheiro do apartamento de cima abriu um buraco no forro do cômodo.

Agora o morador é obrigado a conviver com o vazamento do encanamento, que cai diariamente dentro do seu vaso sanitário. “Não posso trazer visitas em casa devido ao problema. Solicitei a manutenção, foram no apartamento de cima, tiraram o vaso sanitário e nada”, contou.

Infiltrações ainda podem ser vista em outros cômodos da casa, mas é uma rachadura na parede entre o apartamento dele e o da vizinha e o que vem preocupando. “Comprei o imóvel há nove meses, mas dá até medo de continuar morando e desabar”.

“O que me deixou mais indignado com toda essa situação é que como liberam um imóvel nessas condições para venda. Procurei um advogado e entrei com processo. Se em menos de um ano o apartamento está assim, tenho medo do que pode vir acontecer daqui mais uns 2 ou 3 anos”, afirmou o auxiliar de faturamento.

Rachadura na parede preocupa moradores (Foto: Arquivo Pessoal)Rachadura na parede preocupa moradores (Foto: Arquivo Pessoal)

Em nota a MRV afirmou que os apartamentos entregues aos moradores do Castello San Marino “atende a todos os requisitos técnicos” e que os pedidos de assistência já feitos estão em processo de atendimento. “A MRV é uma empresa fortemente comprometida em solucionar a situação de cada cliente”.

Problema recorrente - Em outro condomínio da construtora, o Castelo Di Napoli, no Jardim Seminário, os problemas estruturais também são pesadelo e alvo de reclamação constante dos moradores. Até o síndico foi vítima da deterioração dos apartamentos e precisou ficar longe de casa por mais de uma semana, com a esposa e a filha de 10 anos, para que a manutenção pudesse ser feita.

Ao Campo Grande News, ele contou que precisou desembolsar R$ 1.300 porque a construtora não custeou três dias adicionais de hospedagem. Pelos corredores do condomínio é possível encontrar diversas rachaduras e até problemas nas fechaduras das portas que dão acesso aos apartamentos de cada bloco. Nos apartamentos, mais infiltrações e pisos soltos.

Mais uma vez, a MRV afirmou que o condomínio foi entregue com todos os requisitos técnicos. “Não hà vícios construtivos ou problemas generalizados", afirmou a empresa.

Direto das Ruas - O vídeo chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, meio de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions