A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

15/01/2014 17:18

Vendedor do Extra é demitido por justa causa depois de racismo contra cliente

Luciana Brazil

O vendedor do Hipermercado Extra, João Wagner, que ofendeu um cliente de 51 anos com palavras de racismo, na segunda-feira (13), foi demitido ontem (14) por justa causa.

O cliente, Germano Rodrigues Lima registrou o caso na Depac (Delegacia de Pronto-Atendimento) depois de ser ofendido pelo atendente no Extra da Rua Antônio Maria Coelho, em Campo Grande.

Em nota, o Extra lamentou o ocorrido na segunda-feira e disse se tratar de um fato isolado. “Já foram tomadas as medidas cabíveis”, informou o hipermercado.

Segundo informações policiais, Germano foi ofendido ao perguntar sobre uma promoção.

O cliente questionou sobre os preços do produto em promoção, um óleo para veículo VW Santana. O funcionário teria respondido que o produto estaria em falta.

O cliente quis questionar sobre o preço, quando foi interrompido por João Wagner, que disse “por isso que não gosto de brasileiro, tão pouco de preto”.

Germano chamou um os gerentes, e ainda assim, João Wagner falou novamente que não gostava de brasileiros e “pretos”.

Além do gerente, uma funcionária teria presenciado a ofensa.

Cliente acusa vendedor de mercado de racismo e caso acaba na delegacia
Germano Rodrigues Lima, 51 anos, denunciou um vendedor por racismo na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do centro de Campo Grande. ...
Após confusão, homem é atingido com um tiro em conveniência da capital
Um homem de 20 anos ficou gravemente ferido depois de ser atingido na região lombar por um tiro quando estava em uma conveniência localizada na Aveni...


Eu também passei por algo semelhante, ,mas com alguns funcionários do Wal-Mart da Av Mato Grosso, era uma mistura de racismo, Bulling etc. Sou parcialmente deficiente e as vezes preciso de ajuda, mas os "caras" do Wal-Mart não sei porquê começaram a me desrespeitar, a me chamar de viado, bicha, ( apesar de eu adorar mulheres, e nem tenho sinais que demonstrem isso, só minha deficiencia), batendo palmas como querendo brigar, gritando, falando em voz alta diante de clientes piadas e casos de bichas. Não sei porque eles faziam isso comigo, mas hoje não recomendo o Wal-Mart a ninguém e nunca mais voltei lá, pois minha deficiência piorou. Acho que eles acham que todos os deficientes são Bichas ou algo semelhante pois até hoje não achei resposta. Como diz o ditado- Respeito é bom.
 
ricardo kurauchi em 17/01/2014 21:25:36
Independente da cor da pele somos todos seres humanos nem melhor nem pior, Se alguém não gosta de vermelho ou rosa com certeza tem algum disturbo pois todas as cores são lindas. vamos deixar de preconceito.
 
lu venturino em 17/01/2014 09:14:57
Engraçado que podem chamar uma pessoa branca de branquela neh?! Agora vai chamar um negro de neguinho pra ver o rolo q não dá
 
Marília Silva em 17/01/2014 06:32:26
Ora, ora.. até que enfim as pessoas começam a se mostrar, realmente como elas são, digo isso pq sou negro, trabalho em uma escola como atendente, e na maioria das vezes sinto que as pessoas não querem ser atendidas por mim, só que graças a Deus e a meu pai, que me deu educação, depois que atendo as pessoas sempre me procuram para resolver seus problemas, digo isso para que vejam a verdade "SOMOS UM PAIS PRECONCEITUOSO, VIVEMOS MERGULHADOS EM UMA SOCIEDADE PODRE, ONDE A COR DA SUA PELE, VALE MAIS QUE SUA COMPETENCIA... BANDO DE HIPÓCRITAS"...Ninguem é obrigado a gostar da cor de ninguém, mas existe uma coisa chamada RESPEITO, que é bom e não faz mal a ninguém...
 
Otacilio Silva em 16/01/2014 22:01:53
Agora o cara é obrigado a gostar de todas as cores do mundo. Se o cara não gostar de vermelho é criminoso?


 
Fernando Rasun em 16/01/2014 17:34:16
Sim RENATA SANTOS
Logo podemos concordar que é na sua ignorância.
Se você acha mesmo que pode dizer isso não se magoará quando dizer que não gosto de pessoas b.. como você.
 
Carla Cristina em 16/01/2014 16:36:17
Leandro Roda, faço das suas, as minhas palavras !!!
 
Fernanda Sousa em 16/01/2014 11:42:35
lendo todos os comentários chego à conclusão de que, independente de qualquer circunstância, as pessoas não se satisfazem com o momento que vivem tanto na vida profissional ou pessoal, descarregando suas necessidades e carências sobre outras. por esse motivo eu vejo a necessidade de punição e que haja uma argumentação do funcionário a si mesmo que eu estou fazendo da minha vida?
 
osmar moreira em 16/01/2014 10:29:53
Então "Jorge" de um emprego a ele, e eduque ele conforme tratamento e relembre a ele q Racismo e CRIME!!! Não é pq o produto acabou q eu tenho q procurar um gerente, tem funcionários em loja para que? Mesmo se fosse eu trabalhando em um local como o Extra, eu trabalharia com Profissionalismo e não com má vontade e sem preconceito, seja qualquer um deles... Vamos pensar um pouco e ver q não e o lado mas fraco q arremeta a corda e sim o lado IGNORANTE E A FALTA DE EDUCAÇÃO!!!
 
Leandro Roda em 16/01/2014 10:20:48
Na minha ignorancia dizer que nao gosta de preto e de brasileiro nao eh racismo algum. Eu posso sim dizer que nao gosto de preto, nao estou desrespeitando ninguem, e muito menos ofendendo. Todos devemos ser respeitados, tanto cliente como tambem os funcionarios em qualquer circunstancia.
 
RENATA SANTOS em 16/01/2014 10:10:07
Sr. JORGE CAPILÉ....
Tá com dó do funcionário? Achou correto? Indica ele para trabalhar em algum lugar, mas como dificilmente será aceito em outra empresa, contrata para trabalhar com você.
 
Francisco da Silva em 16/01/2014 09:59:50
como existe pessoas que se acham melhores que os outros, sera que ele e perfeito ,lindo ,faz tudo sem erros, que falta de humanidade, quem e ele para falar que nao gosta de brasileiro se ele e um tambem, agora falar que nao gosta de preto ai ja e racismo .
 
maria andreia em 16/01/2014 09:49:45
Coitado coisa nenhuma Jorge Capilé!!
Educação e respeito cabem em qualquer lugar e quem não têm não pode trabalhar com atendimento ao público, mesmo quando sofre atendendo gente mal-educada - o que nos parece não ser o caso...
 
laercio souza em 16/01/2014 09:27:45
Sr. Jorge Capillé,
O fato do produto ter acabado não é o problema, a conduta do funcionário que é. E nenhum argumento justifica tal conduta, não podemos nos valer da podridão alheia para justificar a nossa.
Não se pode tolerar nem o racismo tampouco a injúria racial (como no caso em tela). Por tolerar isso, certa vez um austríaco disse que não gostava de judeus, e não fizeram nada. Após isso, mais de seis milhões de judeus foram mortos no holocausto.
A conduta do funcionário deve ser punida com veemência.
 
Rodrigo Correia em 16/01/2014 09:15:34
NÃO DA PRA FICAR CALADA DIANTE DA IGNORANCIA DE ALGUMAS PESSOAS,NÉ SEU JORGE........... APELAR PARA O FUNCIONARIO DESEMPREGADO É O CUMULO, RESPEITO É BOM EM QUALQUER LUGAR DO MUNDO....,POR ISSO SE O FUNCINARIO É INCOMPETENTE TEM QUE SER DEMITIDO SIM ,ALIAS O QUE NÃO FALTA NESSA CIDADEZINHA SÃO ATENDENTE MAL EDUCADO ,INFELIZ COM O SALARIO ,COM O EMPREGO E PIOR ACHA DE DESCONTAR ,EM CONSUMIDORES QUE SE SENTEM LESADOS POR FALTA DE INFORMAÇÃO ,ORAS BOLAS, NÃO QUER SER INCOMODADO COM O CLIENTE SEJA COMPETENTE ARRUME AS PRATELEIRAS COM O S DEVIDOS PREÇOS ASSIM VAI FACILITAR A VIDA DE MUITA GENTE INCLUSIVE A DELE.
 
solange obara em 16/01/2014 09:11:41
Independente da situação, será que não houve desrespeito dos dois lados? O correto é colocá-los frente à e desculparem-se, pois não sabemos a situação psicológica de cada um. Agora pergunto por que bandido não tem nome divulgado e um trabalhador leva o nome escancarado na mídia.
 
Alaide Riboli em 16/01/2014 09:02:21
O Srº Jorge Capillé.
você tem noção tbem do que esta falando por que me parece que ou você pegou o bonde andando ou não leu direito .
Não importa ele e funcionário assim ,como eu sou e nem por isso vejo no direito de destratar quem e que seja .Ele esta ali para trabalhar se não gosta de Brasileiro ou Negro que seja o que ele esta fazendo aqui .


 
gleicemara aparecida domingos em 16/01/2014 08:53:18
Sr Jorge Capille, parece-me que o senhor também esta sendo preconceituoso. Não importa o jeito ou maneira com que o cliente fez a pergunta. Ele, funcionário, enquanto empregado, tem de ser educado. Alias, educação gera educação. A questão é não ter preconceito. Isto é crime. Defender também, viu?
 
Jéssica Santos em 16/01/2014 08:41:13
E por falar em Extra, este mercado é uma vergonha, todas as vezes que passo no caixa uma promoção o preço sai errado, tem que chamar o assistente de caixa para conferir o preço, isso pq eu compro pouca coisa dá p verificar imagina quem faz compras grandes que não vê nada, só acha que levou na promoção mas na verdade... ... mas é incrivel isso são TODAS as vezes, eu desisti, só se for uma emergencia mesmo pra eu ir lá. cansei, sempre quis reclamar isso, mas só vou só na madrugada devido trabalho, há isso qd não esta podre o produto. Já tive que devolver três vezes, isso é muito pra uma pessoa né? Responsaveis tome providência por favor, este é o mercado mais proximo da minha casa.
 
Adriana de Menezes em 16/01/2014 08:39:37
então o sr. jorge capille acha pouco o vendedor dizer que não gosta de preto ele esta ali pra vender e não ofender bem feito, so ser mandado embora por justa causa é pouco ainda vai responder um processo e vai ter que gastar porque com certeza vai ser condenado.
 
jose roberto em 16/01/2014 08:38:10
que me perdoe esse talzinho de Jorge Capillé, mas por mais que não tivesse o produto da promoção, e por mias que o ex funcionario tenha sido mal tratado pelo cliente, não há motivo para que o mesmo o destrata se chamando de negro, e já que ele não gosta de brasileiro, que vá ele e vc pros EUA ou pro Canada, quem sabe vão viver melhor em pais racista como voçes.
 
adolfo cristaldo holsbach em 16/01/2014 08:14:28
Então Sr. Germano esta satisfeito?
 
João Silva em 16/01/2014 08:11:39
O Hiper agiu da melhor forma possível, respeito cabe em todo lugar. Se você tem preconceito, apesar de todo mundo ter. Pois guarda pra você. Isso não vai sanar o racismo mais é uma prova de que o ser humano tem que ser respeitado independente das características. Vai pra Alemanha seu rude.
 
Sandro de Paula em 16/01/2014 07:58:34
Me desculpe, Jorge. Mas que pensamento pequeno o seu. Acredito que você não conhece nada sobre respeito. Eu acredito que esse funcionário foi punido devido seu péssimo comportamento como ser humano. O preconceito só existe ainda porque muitas pessoas pensam assim como você. Acho que maior mal da humanidade ainda é a ignorância.
E me desculpe se esse funcionário esta trabalhando num Hipermercado é porque escolheu estar lá. Afinal distribuímos currículo em empresas que almejamos trabalhar.
E preconceito é crime sim!!! E enquanto não fizerem-se cumprir punições quando o crime ocorrer, nada vai melhorar.
Obs.: Sem contar que ele repetiu a frase mais de uma vez, o que demonstra que ele é preconceituoso.
 
Lucinéia Oliveira em 16/01/2014 07:58:18
Jorge Capillé, ABSURDO mesmo é o tamanho da asneira que você escreveu chefe!!
Nunca li tanta besteira junta. O cara cometeu um crime e você fala que isso é normal? Que não pode ser demitido por isso? Pelo Amor de Deus cara.
 
André Pericles em 16/01/2014 07:55:55
ABSURDO. coitado do funcionário que está trabalhando em condições precárias como é no Extra. Que desculpe este senhor, mas de que forma será que foi o questionamento do preço do produto, para que o funcionário tivesse tal atitude? Porque não foi questionar o gerente da loja? Sempre a corda arrebenta no lado mais fraco. Vê lá se o funcionário tem culpa por ter acabado o produto. Estas promoções são sempre assim, colocam dois ou três produtos, acabou, o cliente leva um com o preço normal para não perder a viagem e a loja ganha em cima do consumidor trouxa. Por falar que não gosta de brasileiro e preto, perder o emprego, me poupem de tanta asneira. Esse funcionário desempregado passando necessidade, pode matar tantos brasileiro, pretos, brancos, polacos, amarelos, índios, japas. etc.
 
Jorge Capillé em 15/01/2014 23:35:49
engraçado isso,se ele não gosta de brasileiro o que é que ele esta fazendo aqui.....esta roubando vaga de quem que trabalhar....
 
flavio junior em 15/01/2014 20:00:48
Precisa apurar também se o cliente não foi grosso também, porque realmente, tem umas peças que nem dá para chamar de cliente, nem de gente.
 
Fernando Giardino em 15/01/2014 18:39:17
Além do Extra há outros estabelecimentos comerciais em C.Grande que devem submeter seus auxiliares a uma rigorosa reciclagem com relação a atendimento aos clientes, sob pena de terem que passar por vexames como este. Isso serve de alerta, é preciso que os responsáveis pelos RH's fiquem vigilantes.
 
reginaldo mendes de sousa em 15/01/2014 18:23:17
Tem que mandar os gerentes das duas lojas pra ruas também...eles são incompetentes tanto quanto este vendedor.
 
Emilio Carlos em 15/01/2014 18:08:03
É lamentável que fato como esse ainda aconteça, as empresas não devem ter em seu quadro de funcionário pessoas que não respeitam o cliente, seja ele quem for e deve ser punido com rigor.
 
Lucio Fonseca em 15/01/2014 18:06:21
bem feito para essa pessoa sem carater que nao tem um pingo de conciencia sobre o que fala!!!deveria ganhar um belo processo!!!
 
magno augusto rodrigues em 15/01/2014 18:01:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions