ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUARTA  18    CAMPO GRANDE 14º

Capital

Vereador pediu redutor de velocidade um mês antes de morte de mulher

Por Filipe Prado e Kleber Clajus | 19/11/2013 14:32

O vereador Flávio César (PTdoB) solicitou, no mês passado, a instalação de uma lombada eletrônica na Rua Paulo Coelho Machado, em frente ao Shopping Campo Grande, onde uma mulher de 67 anos foi atropelada e morta ontem. Ele lembrou do pedido na sessão de hoje da Câmara Municipal da Capital.

Durante sessão ordinária na Câmara Municipal, o vereador relatou que uma solicitação para que seja colocada uma lombada eletrônica na Rua Paulo Coelho Machado, já foi solicitada no mês passado, após um acidente, que deixou um senhor em estado grave.

Segundo o presidente da Câmara, Mario César (PMDB), a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) ainda é resistente a colocar um quebra-mola elevado para a travessia de pedestres. “Enquanto é resistente a um sistema que limita a velocidade. Pessoas estão morrendo”, relata o vereador.

Flávio ressalta que eles já tiveram algumas conversas com a Agetran e providências serão tomadas, pois muitos carros descem em alta velocidade, além de existir pontos de ônibus no local. Mas ainda não há uma licitação que dê condições de contruir uma travessia para os pedestres.

Alguns vereadores ficaram revoltados com a situação e até ironizaram o caso. “Não gosta de quebra-mola, mas deve gostar de morte”, comenta o vereador Elizeu Dionizio (SDD).

Nos siga no Google Notícias