A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

25/11/2014 13:58

Vereadores e MPE vão intermediar remoção de famílias da Cidade de Deus

Kleber Clajus
Moradores fecharam rodovia por mais de 12 horas (Foto: Marcos Ermínio)Moradores fecharam rodovia por mais de 12 horas (Foto: Marcos Ermínio)

Após protestos que fecharam a BR-262 por mais de 12 horas, nesta terça-feira (25), vereadores e o MPE (Ministério Público Estadual) se comprometeram a intensificar negociação em torno da remoção de famílias da favela Cidade de Deus para loteamento social no Bairro Noroeste, em Campo Grande.

Thaís Helena (PT) explica que a manifestação de hoje foi provocada pelo descumprimento de acordo firmado na última quinta-feira (20), quando os moradores da favela estiveram na Câmara Municipal reunidos com o secretário de governo, Rodrigo Pimentel, e o procurador do município, Fábio Leandro. Na ocasião, ficou acordada a permanência de gerador de energia elétrica, retirado da comunidade na noite de ontem.

“A prefeitura caiu em descrédito em um momento que é inadmissível a falta de sensibilidade do poder público”, declara a petista, que compõe comissão que trata do caso junto com Delei Pinheiro (PSD), Luiza Ribeiro (PPS), Ayrton Araujo (PT) e Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSB).

Jaceguara Dantas, promotora de Justiça de Direitos Humanos de Campo Grande, ressalta ser preciso haver a desocupação da área no Bairro Dom Antônio Barbosa, mas de forma gradual e acompanhada de toda infraestrutura de serviços públicos como água, energia elétrica e vagas em escolas e creches.

Na região do Noroeste, contudo, lideranças comunitárias apresentam resistência em receber os novos moradores e, por isso, a promotora pretende realizar amanhã (26), a partir das 16h, ação conciliatória entre os grupos.

“O município está flexível para resolver, mas a situação é extremamente complexa. Nosso olhar não apoia atos ilegais de ocupação, mas visa pacificar o conflito dentro das garantias de segurança e da forma mais humana. Se permitir, aquela situação pode se ampliar com implicações sociais sérias”, pontua.

No escuro, moradores de favela fazem protesto pela volta de geradores
Colocando fogo em galhos e pneus pelo menos 470 famílias estão neste momento fazendo um protesto na BR-262 em razão da prefeitura de Campo Grande ter...
Comissão se reúne com vereadores para discutir remoção da Cidade de Deus
Uma comissão de cerca de sete pessoas da favela Cidade de Deus se reuniram hoje (20) com vereadores na Câmara Municipal de Campo Grande. Os moradores...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions