A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

25/02/2016 10:45

Vítima de socos e queimaduras, menino segue internado em hospital

Viviane Oliveira
Criança deu entrada com lesões graves pelo corpo. (Foto: divulgação) Criança deu entrada com lesões graves pelo corpo. (Foto: divulgação)

Continua internado na Santa Casa de Campo Grande o menino de 4 anos que era vítima de socos, pancadas e queimaduras por praticamente todo o corpo. Até o fechamento deste texto, a criança ainda passava por nova avaliação médica, havendo expectativa da divulgação de um boletim oficial sobre as condições de saúde dela.

O menino teve todas as unhas arrancadas, era queimado com bitucas de cigarro e cachaça quente, sofreu ferimentos no órgãos genitais, teve um dos braços quebrados e corre risco de ficar cego. Ele deu entrada também com ferimento grave em uma das orelhas.

Os tios da criança, que confessaram as torturas, feitas supostamente durante rituais de magia negra, estão presos. O terceiro envolvido, de 18 anos, primo da vítima, foi detido ontem em Aquidauana e presta depoimento.

Os casal vai responder por tortura qualificada e abandono de incapaz. A pena é superior a 10 anos de prisão.

A polícia começou a desvendar o caso nesta terça-feira (23), após ser acionada pelo Conselho Tutelar Centro, que constatou diversos ferimentos pelo corpo do menino. Os tios tinham a guarda da vítima desde o ano passado.

As sessões brutais contra a criança aconteciam de três a quatro vezes por semana. Nos outros dias, o menino ficava amarrado. Durante depoimento à polícia, a mulher disse que o marido, de 46 anos, não gostava da criança, apesar de ser o tio-avô por laço de sangue. 

A conselheira Cassandra Szuberski, uma das que atendeu a ocorrência na terça-feira (23), disse que nunca tinha visto tamanha crueldade. "Tive que tomar remédio para dormir”, lamenta a conselheira.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions