A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Outubro de 2019

16/07/2019 17:00

Vítima de tiro do pai, estudante presta depoimento e diz que vai embora

Brigas constantes entre pai e filho aconteciam por causa de dívidas que somam mais de R$ 2 milhões

Geisy Garnes e Clayton Neves
Marcas de sangue na casa onde o rapaz foi baleado pelo pai (Foto: Direto das Ruas)Marcas de sangue na casa onde o rapaz foi baleado pelo pai (Foto: Direto das Ruas)

O estudante de 28 anos, ferido a tiro pelo próprio pai prestou depoimento a polícia nesta segunda-feira (15) e afirmou que vai deixar Campo Grande. Segundo informações da família, Eder Lincoln Gonçalves da Cunha, 54 anos, tinha brigas constantes com o filho por causa de dívidas que somam mais de R$ 2 milhões.

Para a delegada Daniella Kades, da 1ª Delegacia de Polícia Civil, o rapaz contou que no dia 22 de junho foi à casa do pai para buscar algumas coisas que era suas. Ele estava em cima do muro quando foi visto por Eder, que o ameaçou. “Se pular, vou atirar”, teria dito o suspeito ao filho. “Então atira”, respondeu a vítima.

Eder disparou e atingiu o filho no peito. Enquanto o autor corria e trancava a casa. A vítima afirma ter ligado para a polícia e depois, mesmo ferida, arrombado a porta da residência para impedir a fuga do pai, mas só encontrou uma funcionária. O rapaz foi socorrido, levado para a Santa Casa e posteriormente, transferido para clínica.

Em depoimento, ele afirmou a delegada que vai deixar Campo Grande e se mudar para São Paulo, onde sua mãe, Alessandra Ferreira, de 44 anos, mora.

Ao Campo Grande News, Alessandra disse que o motivo da briga entre pai e filho são dívidas que somam quase R$ 2 milhões. Ela relatou que a vítima morava com Eder desde os 10 anos e, quando completou 18 anos, viu o pai usar seu nome para realizar compras e empréstimos, sendo um deles falsificando a assinatura do filho.

No dia 2 de junho, o pai internou a força o filho na Clínica Nosso Lar. Ainda segundo Alessandra, ela viajou para Campo Grande para retirá-lo do local. Eder se apresentou a polícia dois dias depois do crime.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions