ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEGUNDA  23    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Voluntários são vacinados e tomam 2ª dose da Coronavac daqui duas semanas

A partir de amanhã, serão vacinados de 24 a 30 voluntários por dia

Por Adriano Fernandes | 26/10/2020 21:23
Integrantes da equipe responsável pelos testes da vacina na Capital. (Foto: Divulgação/HU) 
Integrantes da equipe responsável pelos testes da vacina na Capital. (Foto: Divulgação/HU)

Os dez funcionários do Hospital Universitário de Campo Grande foram vacinados no final desta tarde (26) com as primeiras doses da Coronavac, vacina chinesa em fase de testes que pode ser a imunizante contra o novo coronavírus, causador da covid-19.

Daqui duas semanas os funcionários terão de tomar mais uma dose da vacina. A partir de agora, cada voluntário poderá acionar a equipe responsável pelos testes, caso sinta qualquer reação adversa por conta da vacina. O acompanhamento vai durar um ano.

A partir de amanhã, serão vacinados de 24 a 30 funcionários de hospitais como o da Cassems, Santa Casa e Regional. A aplicação da vacina é feita de acordo com a ordem de quem se voluntariou.

Duas das voluntárias aguardando para serem vacinadas no Hospital Dia. (Foto: HU)
Duas das voluntárias aguardando para serem vacinadas no Hospital Dia. (Foto: HU)

A expectativa inicial é de que todo o processo dure pelo menos dois meses, estima a assessoria do HU (Hospital Universitário). Ao todo, serão testados entre 800 e 1000 profissionais de todos os hospitais da Capital e que trabalhem em área de circulação da covid-19.

Os testes estão sendo realizados no hospital Dia do HU, sempre das 17h às 21h para não atrapalhar o atendimento a pacientes no hospital. Os profissionais interessados precisam agendar pelo e-mail adm.covidcg@gmail.com ou pelo WhatsApp (67) 99269-3354. Só serão vacinados voluntários que não compõem o grupo de risco.

Coronavac – A vacina já é considerada uma das mais seguras entre as que estão em fase de testes pelo mundo. No Brasil, apenas 35% dos 9 mil voluntários tiveram reações adversas leves após a aplicação da vacina, tais como dor no local da aplicação ou dor de cabeça. Não houve qualquer registro de efeito colateral grave durante a testagem.

Além da Coronavac, que é chinesa, outras três vacinas contra a covid-19 estão em processo de estudos no Estado.  A Janssen-Cilag, da multinacional Jhohson e Jhonson; a desenvolvida pelo laboratório Sanofi e a do medicamento contra a BCG.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário