A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

31/03/2009 12:38

Caso Motel: juiz aceita recurso e decisão agora é do TJ

Redação

O juiz Aluízio Pereira dos Santos, em substituição na 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, aceitou o recurso do MPE (Ministério Público Estadual) sobre o Caso Motel, e agora cabe ao Tribunal de Justiça decidir se os acusados vão a julgamento.

Em setembro do ano passado o juiz que estava responsável pelo caso, Júlio Roberto Siqueira Cardoso, impronunciou os quatro acusados: Irio Vilmar Rodrigues, Ronaldo Vilas Boas Ferreira e os policiais Getúlio Morelli dos Santos e Adriano de Araújo Mello, alegando provas insuficientes.

O MPE recorreu, o recurso foi aceito, conforme decisão do juiz dessa segunda-feira, e agora o processo será encaminhado ao Tribunal de Justiça.

Conforme o promotor Paulo Passos, uma das turmas criminais fica responsável pelo caso, que encaminha o processo para Procuradoria de Justiça dar o parecer. Depois disso o desembargador relator analisa as peças e elabora o voto, marcando ou não, a sessão de julgamento. Para o promotor, a decisão não sai em menos de três meses.

Para o MPE, o estudante Murilo Boarin Alcalde e a garota de programa Eliane Ortiz, foram mortos por Irio Vilmar Rodrigues e pelos policiais Getúlio Morelli dos Santos e Adriano de Araújo Mello. Ferreira, não foi reconhecido pela principal testemunha.

O crime aconteceu em junho de 2005. Os corpos do casal foram encontrados em quarto do motel Chega Mais. Os policiais acusados e até funcionários do motel chegaram a ser presos.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions