A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

27/01/2014 09:38

Chuva atinge o previsto na Capital, mas estiagem atinge cidades de MS

Luciana Brazil
No último sábado (25) choveu forte em Campo Grande. (Foto: Cleber Gellio)No último sábado (25) choveu forte em Campo Grande. (Foto: Cleber Gellio)

Faltando apenas quatro dias para terminar o mês, a chuva em Campo Grande praticamente já atingiu o previsto pela meteorologia para o período. Até hoje (27), dos 210 milímetros esperados já choveu 203,8. Já em outros municípios a situação é alarmante, como em Bela Vista e Chapadão do Sul, onde a precipitação não passou os 63 milímetros.

Conforme o meteorologista da estação Anhanguera Uniderp, Natálio Abrão, nesta segunda-feira ainda podem ocorrer pancadas de chuva na Capital. Já a partir de amanhã, o tempo tende a se firmar e não deve chover em Campo Grande.

“Se vier chuva hoje a gente pode alcançar os 6 milímetros que faltam para atingir o esperado deste mês. Mas mesmo que não chova, para a meteorologia o nível foi atingido porque consideramos 5% a mais ou a menos”, explicou.

Já no restante do Estado, onde a média do mês é de 200 milímetros, alguns municípios enfrentam pouca chuva, que chegaram, inclusive, mal distribuídas. No norte do Estado, em Chapadão do Sul e Cassilândia, distante a 321 e 418 km de Campo Grande, onde aas plantações são extensas, choveu apenas 63 milímetros neste mês.

“As chuvas vieram irregulares, em alguns lugares choveu muito e em outro não. Isso vai comprometer as culturas de verão”, avaliou Natálio.

Em São Gabriel do Oeste, Dourados e Aquidauana os níveis de chuva também ficaram baixos. Nas cidades de Bataguassu e Bela Vista choveu apenas 63 milímetros durante o mês. 

Em Paranhos e Amambai, a 469 e 360 quilômetros da Capital, choveu o esperado para o mês.

Para o próximo mês, a meteorologia prevê 170 milímetros para Capital.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions