A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 26 de Março de 2019

01/03/2018 12:43

Chuvarada de fevereiro no Estado ultrapassou previsão em 80%

Média esperada para o mês de março é de 154,1 milímetros de chuva

Danielle Valentim
Volume da chuva de Aquidauana aumentou 68,78% com relação a média esperada. (Foto: Saul Schramm)Volume da chuva de Aquidauana aumentou 68,78% com relação a média esperada. (Foto: Saul Schramm)

Fevereiro registrou acumulado de 151,2mm de chuva, quando o esperado era de 191,2mm para todo o Mato Grosso do Sul. A quantidade equivale a 78,90% do volume esperado para todo o mês. A medição é do professor e meteorologista Natálio Abrão, por meio da Uniderp, Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), USP (Universidade de São Paulo), e Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

Dos 79 municípios, oito tiveram os maiores aumentos dos volumes esperados. Em Bodoquena houve aumento de 121,53%, Sonora 47,94%, São Gabriel 72,09%, Dourados 95,17%, Aquidauana 68,78%, Ponta Porã 53,41%, Rochedo 44,11% e Campo Grande 39,65%.

Ainda segundo o meteorologista, a distribuição espacial das chuvas em fevereiro ficou bem definida nas regiões de norte para sul, em que os volumes mais elevados ocorreram. Os setores leste e oeste do Estado não tiveram boa distribuição.

O fato é explicado pela frequência do centro de baixa pressão no norte do Paraguai e do canal de umidade vinda da Amazônia que favoreceu as nuvens carregadas nos locais com maiores índices pluviométricos.

Mes de março - A média esperada é de 154,1mm de chuva. Os modelos indicam redução significativa dos volumes de chuva com maior intensidade nas regiões central, que incluem Campo Grande, Bandeirantes, Terenos, Sidrolândia, Jaraguari e Ribas do Rio Pardo; Sul e sudeste, que abrange Dourados, Maracaju, Itaporã, Angélica, Ivinhema, Novo Horizonte e Naviraí; e região Oeste com Miranda, Aquidauana, Porto Murtinho, Corumbá e Ladário).

O verão tem início dia 20 de março às 12h15, no entanto a região norte, nordeste e leste as chuvas seguem dentro ou até acima das médias. O que significa que diante das bacias dos rios Miranda, Aquidauana, Rio negro e Corguinho, as chuvas devem influenciar os níveis dos rios Taquari, Coxim, Miranda, Murtinho, Bodoquena e em Nhumirim.

Essas elevações não indicam regularidades, mas sim momentos de elevação e outros de estabilidade ou até redução nos níveis até o fim de junho.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions