A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2019

15/12/2018 15:54

Com caso de abuso sexual até em MS, João de Deus é considerado foragido

Na lista da Interpol, médium pode ser preso por qualquer autoridade policial brasileira ou estrangeira, caso saia do país

Danielle Valentim
João de Deus já é considerado foragido pelo Ministério Pùblico de Goiás    (Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Brasil)João de Deus já é considerado foragido pelo Ministério Pùblico de Goiás (Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Brasil)

João Teixeira de Farias, conhecido como, médium João de Deus, já é considerado foragido, conforme nota do MP (Ministério Público Estadual) de Goiás. Ele não se apresentou nas últimas 24h e não foi encontrado nos endereços possíveis. Paralelo à força-tarefa em Abadiânia, a Promotoria e Polícia Civil de Bonito, a 300 km de Campo Grande, afirmam atenção especial as denúncias contra o líder religioso. 

Ainda conforme o MP de Goiás, João de Deus pode ser preso por qualquer autoridade policial brasileira ou estrangeira, com auxílio da Interpol, caso saia do país.

Em MS – O Promotor de Justiça de Bonito, João Meneghini Girelli considerou as recentes acusações de abuso sexual contra "João de Deus" e informou, em nota, que o MPMS e a Polícia Civil do município estão atentos a denúncias já que o médium esteve, presencialmente, na cidade realizando atendimentos.

João visitou Bonito nos dias 07, 08 e 09 de março de 2009, para atendimentos no Salão Acácia Branca. O Campo Grande News tentou contato por telefone com uma das organizadoras dessas sessões de atendimento que também seria uma das principais responsáveis por caravanas, mas ela não atendeu as ligações.

Essas pessoas devem ser chamadas para serem ouvidas no Ministério Público como testemunhas.

Força-tarefa - As denúncias contra João de Deus começaram a vir a público na sexta-feira (7) quando a mídia divulgou as primeiras denúncias de abuso sexual. A partir daí, outras mulheres que afirmam ser vítimas do médium começaram a procurar as autoridades e a imprensa.

O Ministério Público Estadual de Goiás criou uma força-tarefa para investigar as denúncias de abuso sexual contra “João de Deus”. Conforme relatos, os abusos teriam ocorrido desde a década de 80 até outubro do ano passado.

Até o momento todos os abusos ocorreram no interior da Casa Dom Inácio de Loyola, onde João de Deus atende em Abadiânia, entretanto, pode ser possível quem tenham ocorrido também em outros locais.

João de Deus incorpora mais de 30 entidades e é considerado um dos 14 médiuns de maior poder energético do mundo. O tipo de mediunidade que possui é inconsciente, segundo sua informação.

Criança de 3 anos que se afogou em piscina melhora em hospital
A menina de três anos que chegou à Santa Casa em estado grave depois de se afogar em uma piscina na tarde de domingo (20), apresentou melhora e não p...
Maioria concorda com demarcações sob o crivo do Ministério da Agricultura
Você concorda que a demarcação de terras seja responsabilidade do Ministério da Agricultura? Foi esta a pergunta feita pelo Campo Grande News nesta s...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions