A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

28/03/2009 18:59

Com estoque de sangue sobrando, bebê fará cirurgia na 4ª

Redação

Depois do apelo da família, as doações do tipo sanguíneo AB negativo superou a quantidade esperada para que menina Jéssica, de um ano e três meses, seja submetida à cirurgia cardíaca.

Feliz com a mobilização do campo-grandense, Elisângela Dias Silgueiras dos Santos, conta que o número de doadores passou de 80 pessoas. "Ainda não sabemos quanto de sangue foi doado mais sabemos que ultrapassou o necessário para a cirurgia", conta emocionada.

Segundo ela, só na segunda-feira o Hemocentro da Santa Casa deve passar para a família o resultado alcançado. "Na sexta-feira tinha gente na fila para doar. Ficamos tão feliz que fui na Santa Casa com a Jéssica para agradecer pessoalmente as pessoas".

Antes do caso da menina ser divulgado, não havia sequer uma bolsa de sangue para o procedimento que necessitaria de pelo menos dez bolsas do sangue. Com dificuldade para respirar e se alimentando por meio de sonda, a menina passará pela cirurgia nas primeiras horas de quarta. "Ela interna na terça e opera logo pela manhã de quarta", conta a mãe confiante do resultado.

Na corrida contra o tempo, com a cirurgia de urgência, a médica espera que a menina consiga levar uma vida saudável. Jéssica apresentou dificuldade de respirar logo quando nasceu e nos oito primeiros dias foi descoberto o problema no coração, 'cardiopatia congênita'. Ela chegou a ficar internada por três meses na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) neonatal.

Jéssica passou a sofrer de problemas nos pulmões, na respiração e a dificuldade para se alimentar. Mesmo conhecendo os riscos do procedimento, considerado de alto risco, a mãe acredita que essa é a única forma da menina conseguir se recuperar dos problemas de saúde. "Ela vai ter mais conforto e poder respirar", afirma.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions