A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Abril de 2018

02/10/2017 10:43

Com nome do pai do governador, sala de tomografia fará mil exames por mês

Leonardo Rocha e Mayara Bueno
Sala de tomografia foi inaugurada no Hospital de Câncer (Foto: André Bittar)Sala de tomografia foi inaugurada no Hospital de Câncer (Foto: André Bittar)

A nova sala de tomografia do Hospital do Câncer Alfredo Abrão, inaugurada nesta manhã (02), levará o nome do pai do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), Roberto de Oliveira Silva. Ela poderá atender até mil pacientes por mês e ainda reduzir em 50% os gastos do SUS (Sistema Único de Saúde), pois antes este serviço era terceirizado.

O novo aparelho custou R$ 900 mil, e foi financiado por meio de emendas parlamentares do deputado federal Geraldo Resende (PMDB) e de 20 deputados estaduais. O governo estadual contribuiu com a reforma da sala (tomografia), que custou R$ 45 mil. Ela será utilizada para exames de prevenção e tratamento de diversos tipos de câncer.

"Estamos contribuindo com mais este serviço aqui no Hospital, além de todo o apoio para construção do nono prédio, onde já ajudamos com R$ 5 milhões", disse o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), durante o evento.

Ampliação - O diretor-presidente do Hospital, Cláudio Osório Machado, ressaltou que a primeira vez que a unidade poderá propiciar este serviço, já que antes era feito de forma terceirizada. "Eram em média 300 pacientes por mês, agora com este aparelho podemos chegar a mil, e não vai precisar fazer o deslocamento para outro lugar".

Ele ponderou que o hospital tem 98% dos seus atendimentos pelo SUS e que como poderá ser ampliado o número de pacientes para a realização de tomografia, vai buscar convênios com a prefeitura e outras entidades, para aumentar o acesso.

A máquina vai entrar em funcionamento em uma semana ou 15 dias, já que ainda se espera a autorização da vigilância sanitária. " Antes cada exame custava em torno de R$ 260,00, ainda não fizemos o cálculo fixo, mas teremos uma redução de ao menos 50%". Ele ponderou que hoje a unidade atende 3 mil pacientes por mês, contando todos os serviços.

 

Reinaldo Azambuja ao lado da sua mãe, Zumira Azambuja e do deputado Lídio Lopes (Foto: André Bittar)Reinaldo Azambuja ao lado da sua mãe, Zumira Azambuja e do deputado Lídio Lopes (Foto: André Bittar)

Homenagem - A sala de tomografia vai se chamar Roberto de Oliveira Silva, que é uma homenagem ao pai do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que faleceu aos 59 anos, vítima de câncer.

O governador participou do evento ao lado de seus dois irmãos - Eliza de Oliveira da Silva Azambuja e Roberto Filho Azambuja - e da sua mãe, Zumira Azambuja. "Meu pai morreu de câncer aos 59 anos, e ficou dois anos realizando tratamento, foi um período difícil para toda família", disse Roberto Filho Azambuja.

Emocionado, Reinaldo ponderou que caso seu pai tivesse feito o diagnóstico antecipado, poderia ter evitado o avanço da doença. "Nós passamos por esta dor e sabemos o quanto as pessoas sofrem com esta doença", contou. A tomografia poderá ser útil não apenas na prevenção e diagnóstico, mas também no tratamento do câncer.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions