A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

15/06/2016 16:10

Comitiva de Brasília se une a parlamentares de MS para visitar área de conflito

Michel Faustino
Índios no local onde ocorreram os conflitos na terça-feira. (Foto: Hélio de Freitas)Índios no local onde ocorreram os conflitos na terça-feira. (Foto: Hélio de Freitas)

Comitiva liderada por representantes da CDHM (Comissão dos Direitos Humanos e Minorias) da Câmara dos Deputados chega na noite desta quarta-feira (15), em Dourados, de onde seguirá para o município de Caarapó, a fim de acompanhar a situação de conflito na região da fazenda Yvu, próximo a aldeia Te’yikuê, onde um índio morreu e pelo menos outros seis ficaram feridos na terça-feira (14).

Segundo informações da CDHM, a comitiva é composta pelo presidente da CDHM, deputado federal Padre João (MG-PT), do vice-presidente Paulo Pimenta (PT-RS) e dos parlamentares sul-mato-grossenses Zeca do PT e Vander Loubet, ambos do PT.

Integram ainda, representantes da Sesai (Secretaria de Saúde Indigena), Funai (Fundação Nacional do Índio), Cimi (Conselho Missionário Indigenista) e MPF (Ministério Público Federal). A vinda de Brasília deve chegar no Estado por volta das 20h (horário de MS) e deve seguir para a área de conflito somente na manhã de quinta-feira.

No decorrer de 2015, a comissão realizou cinco diligências até a região de conflito, nas quais o presidente da Comissão à época e atual vice, deputado Paulo Pimenta, tomou conhecimento do drama dos remanescentes indígenas que lutam para preservar sua vida e sua história, com um profundo sentido de territorialidade.

Dada a gravidade do problema, o deputado foi acompanhado da então coordenadora da 6ª Câmara da Procuradoria Geral da República (área responsável pelos direitos dos povos tradicionais), Deborah Duprat, e de outros agentes públicos. Da visita também resultou um vídeo sobre os conflitos territoriais dos indígenas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions