A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

18/07/2012 16:49

Crédito de R$ 357 milhões do BNDES vai para pavimentação de rodovias

Gabriel Neris e Fabiano Arruda
Governador destinou R$ 412 milhões para pavimentação das rodovia MS-040 e MS-320 (Foto: Rodrigo Pazinato) Governador destinou R$ 412 milhões para pavimentação das rodovia MS-040 e MS-320 (Foto: Rodrigo Pazinato)

O governador André Puccinelli (PMDB) já definiu como serão investidos os R$ 357,4 milhões de linha de crédito do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), que destinou R$ 20 bilhões para todo o País. O valor será destinado às obras de pavimentação da rodovia MS-040 e na complementação de trechos não pavimentados da MS-320.

A contrapartida do Governo do Estado será de R$ 131 milhões, totalizando R$ 412 milhões. “Vai ser feito projeto básico, executivo, licença ambiental e o detalhamento orçamentário da obra. O restante do valor será investido através de contrapartida para completar o montante necessário para execução da obra”, disse Puccinelli.

O valor vai se juntar a mais R$ 675 milhões de crédito, também do BNDES, que já estão, de acordo com o governo, em fase adiantada de elaboração de projetos.

Para onde vão-De acordo com o que o governador informou hoje, durante evento no Hospital São Julião, R$ 400 milhões serão destinados à construção de rodovias, cerca de R$ 200 milhões investidos na recuperação de estradas, R$ 15 milhões na construção do Hospital de Três Lagoas, R$ 50 milhões para a unidade universitária da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) em Campo Grande e R$ 10 milhões em APL (Arranjos Produtivos Locais).

Mato Grosso do Sul foi um dos estados menos beneficiados pelo BNDES. O governador pleiteava ao menos R$ 700 milhões. Os limites de financiamento foram definidos em reunião extraordinária do CMN (Conselho Monetário Nacional). A linha de crédito foi anunciada pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, pra estimular a economia dos estados em meio à crise internacional e à desaceleração da atividade econômica do Brasil. Os financiamentos podem ser contratados até 31 de dezembro do ano que vem.

O tempo de financiamento é de 20 anos, com dois anos de carência. A correção será pela TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo). O estado de São Paulo recebeu mais recursos (R$ 1,958 bilhão), seguido pela Bahia (R$ 1,487 bilhão) e Minas Gerais (R$ 1,326 bilhão). Além de Mato Grosso do Sul, os menos beneficiados foram o Distrito Federal (R$ 311,1 milhões) e Roraima (R$ 365,5 milhões).

O tempo de financiamento de é 20 anos, com dois anos de carência. A correção será pela Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) mais 1,1 pontos percentual se o empréstimo for tomado com garantia da União. Caso o estado opte por não ter o aval da União, a correção do empréstimo será pela TJLP mais 2,1 pontos percentuais. Ou seja, com a TJLP, que está em 5,5% ao ano, o empréstimo pode ser corrigido por 6,6% ou 7,6% ao ano, dependendo das garantias.

São Paulo recebeu mais recursos (R$ 1,958 bilhão), seguido por Bahia (R$ 1,487 bilhão) e Minas Gerais (R$ 1,326 bilhão). Além de Mato Grosso do Sul, as unidades da Federação menos beneficiadas foram o Distrito Federal (R$ 311,1 milhões) e Roraima (R$ 365,5 milhões). O Conselho Monetário Nacional não explicou os critérios da distribuição.

Curso de instrutor de trânsito do Detran oferece 50 vagas na Capital
O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) está com inscrições abertas para o curso de Formação de Instrutor de Trânsito e...
Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...
Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...


É sem duvida a região mais esquecida do estado , e por incrível que pareça , perto da Capital ! Se realmente sair (só acredito vendo) o asfalto , o beneficio será de todo estado , e essa região esquecida , com certeza ira se tornar muitíssimo produtiva!
 
Jeferson Platzeck Estrella em 02/08/2012 09:37:37
Só acredito quando estiverem as máquinas trabalhando. Trafego no trecho da MS 040 toda semana a mais de 15 anos e cada trajeto é de 150 km na estrada ruim e por várias vezes já vi nas primeiras páginas dos jornais notícias como a federalização da MS 040, VAI SAIR O ASFALTO,... e NADA DE ASFALTO. Desta vez vamos ver se sai da conversa.Todos os produtores da região estão anciosos com a notícia.
 
Julio Cesar Pires em 26/07/2012 08:14:33
E a duplicação do anel viário entre as saídas para São Paulo, Três Lagoas e Cuiabá?
O movimento de carretas é intenso e a cidade já chegou lá. O interessante é que parece que os políticos de Dourados tem mais força que os de Campo Grande, pois lá duplicaram tudo.
 
Breno Mourão em 19/07/2012 09:13:23
E a rodovia sul-fronteira será também contemplada com esta verba ou vai cair no esquecimento?
 
Norma Lucia Ferreira da Silva em 18/07/2012 08:22:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions