A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

08/03/2017 19:10

Das particulares, Unigran se coloca entre as mais bem pontuadas

Anahi Gurgel
Fachada da Unigran Capital. (Foto: Divulgação)Fachada da Unigran Capital. (Foto: Divulgação)

A avaliação do ensino das instituições de curso superior, divulgado nesta quarta-feira (8) pelo MEC (Ministério da Educação), aponta que universidades privadas de Mato Grosso do Sul também se destacam no cenário nacional. Entre elas, a Unigran Capital, que se posicionou como a melhor colocada entre as particulares.

Segundo o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), no Brasil, dos cursos de ensino superior de instituições privadas, numa escala que vai de 1 a 5, um total de 31,2% obtiveram classificação 1 e 2, devido ao desempenho insatisfatório dos alunos. Apenas 4,5%, atingiram o conceito 5.

A Unigran Capital recebeu nota 4 no IGC (Índice Geral de Cursos) – em Mato Grosso do Sul, dentre as instituições particulares, apenas a Unigran Dourados taambém alcançou essa nota.

Os cursos de Administração e Ciências Contábeis da Unigran Capital receberam nota 4 no Enade e foram considerados os melhores do Estado, mesmo quando comparados aos cursos de universidades públicas. Educação Física, Radiologia e Enfermagem também conquistaram nota 4.

“Considerando as universidades públicas, a Unigran Capital ficou em 2ª colocação no Estado, atrás apenas da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados”, divulgou por meio da assessoria de imprensa.

“Reflete o investimento da mantenedora nos nossos cursos, na estrutura física, na contratação de mestre e doutores, na qualidade de ensino que a gente preza e que é a nossa marca”, disse a diretora de Administração e Planejamento da Unigran, Mariana Zauith. 

No CPC (Conceito Preliminar de Curso), o curso de Publicidade e Propaganda da Unigran Dourados aparece com 5, a avaliação máxima. Segundo o MEC, este é um indicador de qualidade que agrega diferentes variáveis: resultados da avaliação de desempenho de estudantes, ou seja, o Conceito Enade; titulação e regime de trabalho do corpo docente; percepções dos estudantes sobre a organização didático-pedagógica, infraestrutura e as oportunidades de ampliação da formação acadêmica e profissional.

Menos de 18% das instituições de ensino superior brasileiras alcançaram notas 4 ou 5, índices considerados de excelência. A maioria (67%) teve nota 3.

Pelo conceito Enade, A UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) obteve nota 4 em Tecnologia em Processos Gerenciais e Tecnologia em Gestão Pública. Já a Uniderp/Anhanguera também conquistou 4 nos cursos de Ciências Contábeis, Tecnologia em Marketing, Tecnologia em Design de Interiores, em Campo Grande, e Direito, em Dourados.

Ainda chamou atenção o desempenho da AEMS (Universidades Integradas de Três Lagoas). O curso de Tecnologia em Gastronomia atingiu avaliação de excelência, com a nota 5, além de outras notas 4 nos cursos de Direito, Administração, Ciências Contábeis, e Tecnologia em Gestão de Recursos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions