A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Abril de 2018

04/01/2018 13:42

De 1,3 mil presos que tiveram "folga", 1,9% não retornou em MS

Em Campo Grande 808 detentos receberam o benefício da “saidinha” e deles nove não voltaram

Guilherme Henri e Anahi Zurutuza
Presídio da Gameleira, em Campo Grande (Foto: André Bittar)Presídio da Gameleira, em Campo Grande (Foto: André Bittar)

Dos 1.383 presos que receberam o direito da saída temporária dos presídios de Mato Grosso do Sul durante no Natal 19 não voltaram. O dado é da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) e corresponde a 1,3% do total de presos que foram para as ruas.

Conforme levantamento, em Campo Grande 808 detentos receberam o benefício da “saidinha”. Deles, nove não voltaram aos presídios. No interior, dos 556 internos 10 estão foragidos.

A Agepen explica, que é o juiz de cada comarca quem determina o período da saída temporária e os critérios para liberar os presos.

Em geral, só tem direito à saída os internos que tenham comportamento adequado e não tenham sofrido sanção disciplinar. Durante o período em liberdade, os detentos não podem frequentar bares, boates, prostíbulos, ou ingerirem bebidas alcoólicas. Além disso, são proibidos de deixarem as residências durante a noite.

Os homens e mulheres que cumprem pena do regime semiaberto saíram no dia 23 e deveriam retornar às 19h do dia 27 de dezembro.

Ano Novo – A Agepen lembra que 1.323 presos da Capital receberam o direito da saída temporária para passar o Ano Novo com as famílias. Eles saíram no dia 1º e devem retornar nesta sexta-feira (5) aos presídios que cumprem pena.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions