A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

18/11/2009 08:58

Delegada vai investigar morte de garoto como homicídio

Redação

Os sete adolescentes envolvidos na morte por espancamento de Nicholas Barbosa Cesco, de 16 anos, serão investigados por homicídio doloso. A informação é da delegada da Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude) Maria de Lurdes Souza Cano.

Conforme a delegada, a forma como o adolescente foi espancado fornece elementos suficientes para a mudança da tipificação do crime, tratado inicialmente como lesão corporal seguida de morte. "Nenhuma pessoa espanca a outra da forma como ocorreu sem a intenção de matar", afirma.

Um menor de 16 anos envolvido no caso foi conduzido ontem pela Polícia ao Cepol (Centro de Polícia Especializada da Capital), onde prestou depoimento e foi liberado em seguida.

Para a delegada, a defesa e a família do garoto querem fazer com que o caso seja tratado como lesão corporal. "Eles querem enfeitar a história, alegando que a vítima saiu consciente do local", ponderou.

No depoimento, o garoto que estava acompanhado pela mãe, alegou que apenas um dos adolescentes agrediu Nicholas, que teve ferimentos graves na cabeça causando traumatismo craniano.

Nicholas foi internado em estado grave na Santa Casa de Campo Grande e teve a morte neurológica constatada na noite de segunda-feira.

Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
Município de Itaporã comemora 64 anos de emancipação neste domingo
Conhecido como Cidade do Peixe, Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, comemora 64 anos de emancipação neste domingo (10). A prefeitura municipal ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions