ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  16    CAMPO GRANDE 18º

Cidades

Depois de matar 99 pessoas, gripe parou de fazer vítimas há um mês

Doença fez recorde de óbitos em 2016

Por Anahi Zurutuza | 08/10/2016 18:26
Vacina que previne a doença chegou a ‘sumir’ dos postos de saúde no início da campanha de vacinação (Foto: Fernando Antunes)
Vacina que previne a doença chegou a ‘sumir’ dos postos de saúde no início da campanha de vacinação (Foto: Fernando Antunes)

A gripe deu trégua e desde o dia 9 de setembro não faz vítimas em Mato Grosso do Sul. Neste ano, 99 pessoas morreram em decorrência da doença, sendo que o vírus H1N1 causou 94 óbitos, números recordes desde 2009.

Em Campo Grande, 30 pessoas morreram e Naviraí – a 366 km da Capital – é a segunda cidade com maior número de óbitos. A doença matou pacientes em 32 dos 79 municípios do Estado.

Neste ano, foram notificados 1.633 casos de síndrome respiratória aguda grave – 879 dos casos foram causados pelo vírus H1N1.

Hospital – A Santa Casa está há dois meses sem registros da doença, conforme a assessoria de imprensa. “A curva descendente pode ser explicada pelo aparecimento precoce da doença em 2016. Excepcionalmente, neste ano, as primeiras notificações começaram a ocorrer em fevereiro chegando ao ápice em maio”, informou o hospital.

De fevereiro para março, o número de pessoas notificadas subiu de um para quatro, sendo um deles positivo para a doença. De março para abril, os boletim epidemiológico do hospital registrou 38 casos notificados, mas somente quatro deles positivos.

O ápice das notificações foi no mês de maio com 67 casos notificados, 21 confirmados.

Nos siga no Google Notícias