A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

28/08/2009 13:40

Dono da Casting envolveu empresa do RJ em golpe

Redação

A agência de modelos e atores Elenco 5, do Rio de Janeiro, procurou hoje o Campo Grande News para denunciar empresário e negar qualquer parceria com a Casting Models, de Campo Grande. O nome da empresa foi envolvido em investigação depois que o proprietário da Casting, Edson Ravaglia, de 47 anos, foi preso por estelionato, após denúncias de que estaria fazendo seleção de crianças e adolescentes para atuarem na novela Malhação, da Rede Globo.

Procurado pela reportagem, Ravaglia alegou que a seleção fazia parte de um trabalho feito em parceria com uma agência de SP, e com a Elenco 5, no Rio de Janeiro, que seriam terceirizadas da Rede Globo.

Entretanto, a proprietária da Elenco, Maria Cláudia Gonçalves Pires, conhecida no meio como Cacau Pires, garante que nunca trabalhou com a empresa de Campo Grande. "Nunca ouvi falar o nome desse homem (Edson)", afirma.

Ela conta que percebeu ter sido envolvida no golpe depois que vitimas entraram em contato com sua agência, para confirmar a veracidade da seleção feita por Ravaglia. Depois de negar qualquer trabalho conjunto, ela começou procurou a Polícia de Dourados.

Golpe - A produtora conta que um funcionário, identificado apenas como Marcelo, da agência MFaces, de São Paulo, pediu a ela um orçamento para ministrar um workshop.

Entretanto, antes mesmo da parceria ser acertada, o dono da Casting começou a vender pacotes para participação no evento, com a propaganda de que se tratava de uma seleção para a novela Malhação, da Rede Globo. Ele alegava que o trabalho era feito em conjunto com a MFaces e com a Elenco 5.

Por e-mail - Quando o golpe veio à tona e Ravaglia, dono da Casting, foi preso, o produtor da MFaces começou a mandar e-mails para a proprietária da Elenco 5, solicitando uma confirmação de parceria.

O texto das mensagens apelava para a 'confirmação urgente' da parceria, com a solicitação de que a produtora enviasse um documento informando que a seleção dos jovens de Dourados era feita para a sua agência.

Em um dos e-mails, a empresa, que aplicava o golpe junto com a Casting disse que o dono da agência de Campo Grande havia tido problemas porque não conseguiu 'autorização do juizado de menores' para realizar a seleção na cidade.

Foi quando a produtora carioca desconfiou da história e acionou a Polícia de Dourados. Ao falar com o delegado João Alves, ela descobriu que se tratava de um golpe.

Como o envolvimento trouxe danos à imagem da agência, a produtora afirma que irá acionar a Justiça e processar o dono da Casting por danos morais. "Isso pode comprometer muito a minha empresa", diz.

Prisão - Ravaglia foi preso no final de semana do dia 15 de agosto, ao fazer a seleção de jovens. Apesar de garantir que foi apenas detido para prestar esclarecimentos, o proprietário da agência foi autuado em flagrante por estelionato.

Entretanto, foi liberado em seguida e no início da semana já havia voltado com as atividades normais na agência de modelos e atores.

Aplicativo enviará à CGU denúncias de agressão e discriminação a pessoas LGBTI+
O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União recebe, a partir de hoje (18), denúncias feitas pelo aplicativo TODXS, relativas à discr...
TSE: regras eleitorais deixam dúvidas sobre fake news e autofinanciamento
O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou hoje (18), por unanimidade, as 10 resoluções que irão regular as eleições de 2018, mas ainda ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions