A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

16/12/2015 09:25

Egelte recorre e descarta assumir obra do Aquário do Pantanal sem auditoria

Leonardo Rocha
Obra está parada desde 16 de novembro, Egelte não quer assumir (Foto: Gerson Walber)Obra está parada desde 16 de novembro, Egelte não quer assumir (Foto: Gerson Walber)

Apesar do prazo vencer hoje (16), a empresa Egelte Engenharia Ltda não vai reassumir a obra do Aquário do Pantanal, ao menos que haja uma auditoria.Também adiantou que já recorreu da decisão do juiz José Ale Ahmad Netto, que decidiu que a empresa deveria retomar o projeto, já que foi a vencedora da licitação.

O advogado da Egelte, Vinícius dos Santos Leite, disse que a empresa retornaria a obra com auditoria e planejamento, já que a população de Campo Grande precisa de uma "obra transparente". Além disto ressaltou que este levantamento é necessário, porque houve inúmeras denúncias e problemas no projeto ao longo do tempo.

"Entendemos que não falta apenas 5% para terminar a obra, tem muito o que fazer no local, depois se retorna o projeto, se chega a conclusão que tem muito o que fazer e pode parar de novo, porque o governo dirá que não tem mais recurso para investir", disse ele.

Vinícius diz que a Egelte já recorreu a decisão e vai esperar uma posição da Justiça. O secretário estadual de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, ressaltou que assim que a liminar concedida pela Egelte foi derrubada, o governo estadual notificou a empresa, e que caso ela não assuma, vai se buscar a rescisão do contrato e a abertura de nova licitação.

Miglioli disse que deve faltar em torno de 5% para se terminar a obra do Aquário e que a previsão é que seja concluída em 2016. "Falta muito pouco, mas temos que terminar, esta é a decisão do governo". A obra que tinha previsão inicial de custar R$ 85 milhões, pode chegar ao final com a quantia de R$ 240 milhões.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions