A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 21 de Março de 2019

01/05/2018 22:03

Em 4 meses, 2,3 mil tiveram dengue, mas doença não matou em 2018

Segundo a SES, 2.369 pessoas tiveram a doença neste ano, o que corresponde a cerca de 1 terço do número de casos registrados em 2017

Anahi Zurutuza
Mosquito Ades aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus (Foto: Genilton Vieira/Fiocruz Imagens)Mosquito Ades aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus (Foto: Genilton Vieira/Fiocruz Imagens)

A dengue não matou em 2018. É o que aponta o último boletim epidemiológico, divulgado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) em 26 de abril.

Ainda segundo o balanço, 2.369 pessoas tiveram a doença neste ano, o que corresponde a cerca de 1 terço do número de casos registrados em 2017, quando 6.319 foram diagnosticados com a doença.

No ano passado, três pessoas morreram por causa da dengue, em Aquidauana, Cassilândia e Camapuã. Em 2016, foram 19 mortes. 

O ano de 2017 terminou com queda de 89% nas notificações de casos de dengue em Mato Grosso do Sul. Em 2016, foram 59.874, enquanto que no ano passado, de janeiro a 30 de dezembro, foram 6.319 notificações. A estatística é a menor dos últimos oito anos.

Veja o histórico de notificações na tabela:

Em 4 meses, 2,3 mil tiveram dengue, mas doença não matou em 2018


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions