A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

20/03/2009 09:15

Em carta, irmão relata dor de perder jovem para drogas

Redação

A dependência química preocupava há muito tempo, mas a família de Helen Neres Nunes nunca esperou que a mulher alegre e ativa morresse de forma brutal, assassinada por se recusar a pagar drogas com sexo.

Uma semana depois do desaparecimento da irmã, Eliano Neres Nunes resume em uma carta o sentimento de quem sentiu na pele o que de pior a droga pode provocar.

O relato foi enviado ao Campo Grande News e serve como mais um alerta dinate do número crescente de usuários de entorpecentes como a pasta base e o crack, que segundo especialistas dão "sobrevida" de no máximo dois anos aos dependentes.

Helen foi morta por John Eber da Silva Matias, de 19 anos, preso depois de confessar ter estrangulado, apedrejado e estuprado Helen, abandonada depois em um matagal no conjunto Aero Rancho.

A carta começa com uma agradecimento ao apoio que surgiu até de desconhecidos e segue lembrando da saudade que a mulher, morta aos 30 anos, mãe de uma menina de 4, vai deixar. Veja a íntegra:

"Gostaríamos de agradecer o apoio dos amigos e de todas as pessoas que de algum modo estiveram próximos a nós em um gesto ou palavra de conforto e o empenho da polícia em elucidar rapidamente o caso, não permitindo que mais um crime brutal permanecesse impune.

No entanto, a prisão desse rapaz, apesar de trazer um pouco de paz à família, não nos conforta, pois não trará a Helen de volta.

Ficará sempre o vazio que a sua falta provoca, e a dor causada pelo sentimento de impotência de toda a família de lidar com o caso.

A morte da Helen não nos pegou de surpresa, pois tínhamos noção do poder destruidor das drogas, e já temíamos por sua saúde e segurança, mas sim, chocou-nos muito pela crueldade e violência.

Falhamos sim, com a Helen, em algum momento não soubemos lidar com a situação e nem identificar os seus anseios, frustrações e o que a levou a esse caminho.

Temos sempre a impressão de que essas coisas são realidade distante e que nunca acontecerão conosco, ainda mais com uma pessoa inteligente e bem informada como era a Helen, que de uma garota alegre e ativa de antes, se transformou em uma pessoa triste, desanimada e muito arredia, carente de apoio, mas relutante em aceitar.

Indenizações por morte no trânsito crescem 24% em relação a 2016
O número de indenizações pagas pelo Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Seguro Dpvat) entre janeiro e novemb...
ANS regulamenta novas regras de compartilhamento para planos de saúde
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou duas resoluções normativas na tentativa de dar mais segurança e estabilidade ao mercado de pla...
UFMS recebe inscrições para vários cursos no Vestibular 2018
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions