A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

20/03/2018 12:37

Assembleia vai chamar mais 29 aprovados em concurso público

O presidente da Assembleia, Junior Mochi, disse que segunda chamada será no começo de abril

Leonardo Rocha
Deputados Junior Mochi e Onevan de Matos durante sessão na Assembleia (Foto: Assessoria/ALMS)Deputados Junior Mochi e Onevan de Matos durante sessão na Assembleia (Foto: Assessoria/ALMS)

A Assembleia Legislativa vai chamar mais 29 aprovados no seu concurso público, no começo de abril. Esta será a segunda chamada desde que o certame foi homologado em agosto do ano passado. A informação foi confirmada pelo presidente da Casa de Leis, o deputado Junior Mochi (MDB).

Mochi revelou que vai prorrogar por mais um ano a validade do concurso, para que seja utilizado pelo próximo presidente da Casa de Leis, no ano que vem. "Entendo que é preciso deixar esta brecha para quem for assumir a direção da Casa de Leis, tendo condições de chamar (aprovados) o quanto for necessário".

O presidente não deu detalhes de quais funções, cargos e que aprovados serão chamados neste começo de abril, mas adiantou que estes dados serão revelados em breve. "Vamos chamar no começo de abril, só não fizemos a convocação ainda porque estamos acertando detalhes da folha de pagamento", disse Mochi.

Ele contou que está conversando com o sindicato dos servidores do legislativo para definir o reajuste salarial deste ano. "Tendo todas estas definições, vamos chamar os aprovados, como já tínhamos combinado antes".

Concurso - O primeiro concurso da história da Assembleia teve 80 vagas abertas, em diferentes cargos nos níveis médio e superior. Na primeira chamada feita no ano passado, metade foi nomeada, porém alguns desistiram do cargo, abrindo novas vagas.

Mochi havia prometido no ano passado, que o restante dos aprovados nas vagas abertas seriam chamados neste primeiro semestre e que se houvesse necessidade, o legislativo chamaria os aprovados que ficaram fora da lista principal. Ele disse que dependeria das demandas das diretorias e secretarias da Casa de Leis.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions