A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 23 de Março de 2017

23/07/2014 08:16

Enersul faz plano de demissão e sindicato ameaça com greve

Caroline Maldonado
Funcionários chegam à Enersul, que desde março tem novo dono. (Foto: Arquivo)Funcionários chegam à Enersul, que desde março tem novo dono. (Foto: Arquivo)

A Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul), que faz parte do grupo Energisa desde março deste ano, fez um Programa de Desligamento Voluntário e já demitiu aproximadamente 40 funcionários, segundo o Sinergia (Sindicato dos Eletricitários de Mato Grosso do Sul). A entidade ameaça entrar em greve se houver demissão em massa.

A empresa confirmou o plano, mas não revela o número de demissões feitas até agora. No total, a Enersul tem aproximadamente 1.050 trabalhadores no quadro próprio, segundo o sindicato. 

A entidade teme que funcionários que não queiram ser demitidos sejam incluídos no plano. “Com a mudança na direção eles fazem esse tipo de procedimento de renovação de pessoal, mas nosso medo é o quem depois, eles podem forçar uma demissão em massa”, disse o presidente do Sinergia, Elvio Marcos Vargas.

Segundo o presidente do Sindicato, se muitos funcionários forem demitidos a categoria entrará em greve imediatamente. “Se houver demissão em massa nós vamos cumprir o que foi acordado na paralisação no ano passado e vamos parar novamente”, disse.

Por meio da assessoria de imprensa, a Enersul informou que o plano é destinado à demissão voluntária, ou seja, para aqueles funcionários que tenham interesse em sair. Quanto ao número de trabalhadores já demitidos, a assessoria disse que não divulgará, pois “se trata de um procedimento interno da empresa”.

Após a paralisação de 48h em dezembro de 2013, a Enersul fechou acordo com os funcionários de reajuste total de 6,58%, além de 10,42% no ticket alimentação, a garantia da participação nos lucros e resultados do exercício 2014 e mais o abono dos dias paralisados na manifestação. Na ocasião, o presidente avaliou como positiva a negociação e já sinalizou que a classe enfrentaria a Energisa que ainda compraria a empresa. O sindicato foi contra a aquisição do Grupo Rede, que inclui a Enersul, pelo grupo Energisa. 

Após paralisação, funcionários da Enersul selam acordo com reajuste de 6%
Foi selado o acordo entre os funcionários da Enersul na tarde desta quinta-feira (19) após a greve que durou 48 horas, até a noite de ontem (18). Na ...
Com garantia da Aneel, funcionários da Enersul suspendem greve até amanhã
Os funcionários da Enersul suspenderam temporariamente a paralisação que já durava 48 horas. Até a tarde de amanhã (19) os trabalhos da concessionári...
Funcionários aprovam indicativo de greve e Enersul pode parar na segunda
Pelo menos 900 funcionários dos 1,090 mil que compõem a Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul), que faz parte do grupo Rede Energia, apro...
Funsat Itinerante visita quatro bairros durante ação desta semana
Quatro bairros serão visitados nesta semana pelo programa Funsat Itinerante, realizado pela Funsat (Fundação Social do Trabalho) em Campo Grande. Os ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions