A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

19/11/2008 09:34

Empresa é multada em R$ 1 milhão por poluir nascente

Redação

A Empresa Angélica Agroenergia foi multada em R$ 1 milhão por lançar vinhoto em uma nascente localizada bem no meio do canavial, e provocar a morte de dezenas de peixes.

Depois de receber denúncias, a Polícia Militar Ambiental de Batayporã, seguiu até Angélica, a 255 quilômetros de Campo Grande, onde constatou o crime ambiental.

A empresa funciona na fazenda Kurupay. Ao chegarem na região da nascente, os policiais já sentiram o forte odor do vinhoto, líquido residual da cana. Os peixes estavam em avançado estado de decomposição e sequer foi possível identificar as espécies sacrificadas.

O engenheiro agrônomo da empresa, Gilson Christofoli Júnior, foi autuado em flagrante por crime de poluição e levado à delegacia. A pena para esse tipo de crime varia de 1 a 5 anos de prisão.

Histórico - A usina foi implantada em 2006, começou a operar neste ano e pertence ao grupo Adecoagro. Recebeu R$ 151 milhões em recursos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para formação da lavoura de cana-de-açúcar e à instalação de co-geração de energia elétrica.

São 39 mil hectares de cana plantados, com a capacidade de moagem para 3,6 milhões de toneladas de cana-de-açúcar. O projeto até 2009 é de co-geração com capacidade de ofertar ao mercado 54 MW/ano de energia elétrica.

 

A promessa era de mecanização de todo o processo, sem a queima da cana, reduzindo o impacto sobre o meio ambiente.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions