A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

16/06/2010 13:30

Empresário diz à Polícia desconhecer venda de diplomas

Redação

Proprietário da Ceja Brasil, Andriano Antonio Bazzo prestou depoimento durante 4 horas na Delegacia do Consumidor, em Campo Grande. A empresa emitia diplomas à escola Paulistec, acusada de vender os documentos a alunos que não freqüentavam as aulas e as provas do curso de Educação de Jovens e Adultos (EJA), antigo Supletivo.

De acordo com Andriano, a Ceja Brasil foi parceira da Paulistec entre junho de 2008 e dezembro de 2009. O empresário garantiu à Polícia Civil que desconhecia que o comércio de diplomas, investigadas pela Decon (Delegacia do Consumidor) e que reconhece que os alunos não iam fazer as provas em Santa Catarina, sede da escola. A legislação prevê que as provas sejam na sede da escola que emite os diplomas.

Para fazerem as provas e terem direito ao diploma, os alunos matriculados no EJA devem ter carga horária de 2.400 horas/aula, no mínimo 40 horas/aula.

Em depoimento, o empresário também afirmou que a Ceja Brasil deveria, irá arcar com os custos de viagem dos alunos que estão com o processo regular para Joinville, sede da empresa, para a realização das provas obrigatórias, o que não aconteceu. Ele diz que vai analisar todos os processos.

Segundo o empresário, a Ceja Brasil é credenciada pelo Secretária de Educação de Santa Catarina e mostrou documentos que comprovam isso, porém, não mostrou nenhum credenciamento com o MEC (Ministério da Educação). Disse ainda que cobrava R$ 100 por diploma à Paulistec. "Quem fez a inscrição no fim do ano passado acabou este ano o curso, por isso aparecem os diplomas emitidos pela empresa. Quem não cumpriu com sua parte foi a Paulistec", afirmou Andriano Bazzo.

Os diplomas emitidos pela Paulistec serão anulados. Sobre o fato dos alunos não irem até Santa Catarina para realizar as provas, Bazzo diz que Mauro di Napoli, proprietário da escola, disse que os alunos não teriam condições de custear a viagem. De acordo com o depoimento dado à Decon, em um ato de generosidade Bazzo assentiu com isso.

Diplomas comprados

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions