A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Janeiro de 2019

23/06/2010 05:33

Equipamentos para gravar presos continuarão em presídio

Redação

O diretor do Sistema Penitenciário Federal, Sandro Avelar, afirmou ontem que a gravação de conversas entre os presos e seus advogados ocorreram com autorização judicial. Ele nega um monitoramento constante e também uma possível retirada dos equipamentos de áudio, como quer a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

A notícia de que advogados e presos foram monitorados na Penitenciária Federal de Campo Grande provocou a reação da OAB, que vai recorrer ao CNJ (Conselho Nacional de Justiça) e à OEA (Organização dos Estados Americanos) para a retirada dos equipamentos instalados nos parlatórios dos presídios (salas reservadas para a conversa entre os advogados e seus clientes).

Avelar justifica a presença dos equipamentos como forma de coibir a articulação de crimes com a ajuda do que ele qualificou de "maus advogados"

Mega-Sena acumula e pode pagar até R$ 38 milhões na quarta
Ninguém acertou as seis dezenas da sorte na noite deste sábado (19) e o prêmio da Mega-Sena acumulou em R$ 38 milhões. O próximo sorteio está previst...
OMS lista as 10 principais ameaças para a saúde em 2019
Surtos de doenças preveníveis por vacinação, altas taxas de obesidade infantil e sedentarismo, além de impactos à saúde causados pela poluição, pelas...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions