A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

09/09/2011 10:22

Escolas estaduais preparam-se para mobilização de combate ao bullying

Edmir Conceição*

A Secretaria de Estado de Educação (SED) promoverá, no dia 15, o “Dia Estadual de Combate ao Bullying Escolar”. A atividade será realizada simultaneamente nas 356 escolas estaduais de Mato Grosso do Sul e contará com atividades e jogos educativos adaptados para o tema como apresentações de teatro, concurso de paródias e palestras. O evento será aberto às famílias e, para envolver ainda mais a comunidade, os estudantes farão uma panfletagem às 8 horas e às 16 horas.

Na Escola Estadual Alziro Lopes, de Guia Lopes da Laguna, os estudantes, no período da manhã, assistirão a uma palestra sobre os males do bullying e apresentarão paródias, poesias, acrósticos, teatro, literatura, cordel e cartazes. Depois, assistirão a um show gospel enfatizando o amor, a amizade e o respeito. Estudantes, professores, coordenadores e a direção da escola acompanharão os estudantes na panfletagem nos arredores da escola. Para o turno da noite estão programadas apresentações de teatro, filme, paródias, músicas e palestra.

Em Três Lagoas, a Escola Estadual Afonso Pena dividiu as atividades entre os estudantes e os dias da semana. Na terça-feira (13), os alunos do 7º ao 9º ano do ensino fundamental serão responsáveis pela peça teatral. A apresentação de vídeo, na quarta-feira (14), será com 6º ano do ensino fundamental A e B e com o 1º ano B do ensino médio. Já os estudantes do 3º ano do ensino médio A e do 1º ano do ensino médio B e D farão camisetas sobre o tema “bullying” no dia 15. Todos participarão da apresentação de paródias marcadas para iniciar as ações na segunda-feira (12).

O cronograma também está pronto na EE Eufrazia Fagundes Marques, de Aral Moreira. Os estudantes participarão de jogos, como os sete erros do bullying, colarão cartazes, apresentarão peça de teatro, fantoches, música e poemas. A escola montou a Árvore da Amizade, em que cada estudante retirará seu nome e dará um abraço naquele que escreveu e colou na árvore. No encerramento, todos cantarão a música de Milton Nascimento, Canção da América.

Para esclarecer os estudantes e a comunidade sobre os verdadeiros problemas causados pelo bullying escolar e conscientizar a família de sua responsabilidade no combate ao bullying, a Escola Estadual Thomaz Barbosa Rangel, de Rio Verde Mato Grosso, programou dramatizações, poesias e versos, teatro, palestras e panfletagem.

A Escola Estadual Profª. Terezinha dos Santos Mendonça, de Mundo Novo, começará a atividades no dia 13, com a confecção e envio de convites sobre o Dia Estadual de Combate ao Bullying Escolar para a comunidade. No dia 15, os estudantes assistirão a uma palestra educativa antes de seguir para a panfletagem. Depois, haverá a premiação para os primeiros colocados no concurso “Cartaz de Combate ao Bullying” que a escola realizou e apresentação de peça de teatro.

O “Dia Estadual de Combate ao Bullying Escolar” é mais uma ação da SED para lidar com o fenômeno. Dentre outras iniciativas que já permeiam a rotina das escolas e em cumprimento à Lei nº 3887, de 6 de maio de 2010, instituiu nas unidades da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul a formação do “Comitê de Conscientização, Prevenção e Combate o Bullying Escolar". O objetivo do comitê é mobilizar a comunidade para ações de sensibilização e conscientização pautadas nas mudanças de postura e de atitudes, alcançando, desta forma, o combate ao bullying.

Os cartazes e os folhetos distribuídos nas escolas para ilustrar a campanha foram produzidos durante um concurso realizado entre 30 estudantes do curso técnico de Comunicação Visual do Centro de Educação Profissional Ezequiel Ferreira Lime (Cepef) e escolhidos por uma comissão julgadora da SED. Durante o processo de criação, os alunos assistiram diversos vídeos sobre o tema, pesquisaram na internet e trocaram experiências.

Para a secretária de Estado de Educação de Mato Grosso do Sul e presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Maria Nilene Badeca da Costa, é preciso que a escola tenha um olhar atento: “os professores e o restante da equipe devem observar sinais de violência, procurando os agressores e atendendo as vítimas, mas o principal é tomar iniciativas de prevenção, como a supervisão na hora do recreio, a promoção de palestras e debates sobre o tema e a inclusão na rotina escolar do respeito mútuo e da afetividade, tendo como foco as relações humanas”, destaca a secretário de Estado.

(Com informações da assessoria de imprensa do Estado)

Autorização para psicólogos aplicarem terapia de reorientação sexual é mantida
O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia pr...
Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
Acordo entre poupadores e bancos vai beneficiar 30% dos que entraram na Justiça
Das 10 milhões de pessoas que entraram na Justiça por perdas no rendimento de cadernetas de poupança, apenas cerca de 3 milhões serão beneficiadas, s...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions