A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Janeiro de 2018

28/05/2013 10:49

Este ano, Ministério já repassou 2.5 mi doses de antiviral contra H1N1

Ângela Kempfer

Depois de morte sob suspeita de gripe provocada pelo H1N1 em Mato Grosso do Sul, o Ministério da Saúde divulgou nota esclarecendo sobre repasses de medicamento para o combate à doença no Estado.

Segundo balanço, 2.5 mil doses do antiviral Tamiflu já chegaram ao Estado desde janeiro, aumentando o estoque residual de 2012 de 2.3 mil caixas.

O repasse é gratuito e a indicação é para que seja tomado nas primeiras 48 horas após o início da doença, apesar do Ministério também orientar para o uso caso o tempo seja maior. Ele reduz complicações e mortes pela doença

No detalhamento sobre o repasse, o Ministério informa que do total enviado em 2013, 1.6 mil caixas são para adultos (75 mg), 300 de 30 mg, e outras 600 de 45 mg para uso pediátrico.

"Técnicos do Departamento de Assistência Farmacêutica do Ministério da Saúde monitoram os almoxarifados estaduais e, caso haja necessidade ou novas solicitações, mais remessas serão enviadas", informa o órgão.

No último sábado, a estudante de Arquitetura Janaina Sonsim morreu em Campo Grande, sob suspeita de gripe suína. Até agora são 64 notificações no Estado, mas apenas 1 confirmação em Três Lagoas.

"O medicamento é recomendado a pessoas integrantes dos grupos que tenham condição ou fator de risco e que apresentem sintomas de Síndrome Gripal e Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) - como crianças menores de dois anos, gestantes, puérperas, indígenas, idosos, obesos e doentes crônicos - devem tomar o medicamento mesmo que não ocorra o agravamento da doença", reforça o Ministério.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions