A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

01/10/2009 10:44

Estudante morta pelo tio não sofreu violência sexual

Redação

A estudante Daiane de Jesus Santos, 13, morta com quatro golpes de faca na manhã de terça-feira no distrito de Culturama, em Fátima do Sul, não foi estuprada, como a polícia chegou a suspeitar no dia do crime. O delegado Antenor Camargo Leme, da Polícia Civil em Fátima do Sul, disse nesta quinta-feira ao Campo Grande News que ainda não recebeu o laudo do legista, mas extra-oficialmente o médico informou não ter verificado sinais de violência sexual recente.

José Alves dos Santos, 48, tio de Daiane, é apontado como autor do assassinato. Ele também esfaqueou a mãe de Daiane, Maria Lucia Alves dos Santos, 41, irmã do acusado. José dos Santos está foragido.

A suspeita surgiu após a polícia ser informada por familiares das vítimas e do acusado que José Alves dos Santos foi condenado por estuprar a própria filha, em 1998. Ele chegou a cumprir pena de três anos na Phac (Penitenciária de Segurança Máxima Harry Amorim Costa), em Dourados.

Na época, a mulher de José dos Santos se separou do marido e se mudou para Campo Grande com os filhos. O delegado disse que atualmente os filhos dele moram na capital e que a ex-mulher trabalha em Portugal.

Antenor Camargo Leme informou que a condenação por estupro foi confirmada por outros familiares, mas o delegado ainda não teve acesso aos detalhes sobre os antecedentes criminais de José dos Santos, que na época do estupro foi preso pela polícia de Glória de Dourados.

Foragido

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions