A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

05/02/2009 07:13

Família denuncia falta de atendimento do Samu a bebê

Redação

Os pais de Wanderson Gabriel, de apenas 5 dias de vida, reclamam do que consideram omissão de socorro por parte do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). A mãe do recém-nascido sofreu uma crise convulsiva e a criança caiu de seus braços, às 12 horas, no Posto de Saúde do Bairro Guanandi, de onde foi socorrido por uma viatura da PM (Polícia Militar). O pai da criança afirma que havia ambulância do Samu na unidade médica, que não foi empenhada no atendimento.

João Antônio dos Santos Cardoso, 19 anos, conta que a esposa Walquíria Ortiz de Souza fazia uso de medicamento controlado e por orientação médica teve de suspender a medicação para amamentar Wanderson, o primeiro filho do casal. Devido à falta do remédio, ela teve crises convulsivas e foi ao Posto de Saúde do Bairro Guanandi.

Do Bairro Oliveira II, a família foi à unidade médica com uma viatura da PM (Polícia Militar), que atendia uma ocorrência perto da casa. Cardoso afirma que no Posto de Saúde havia apenas o pediatra, que examinou o bebê, atestou conjuntivite e avaliou o quadro da mãe como normal.

Walquíria foi liberada para voltar à casa e, quando estava na escada da unidade médica, sofreu outra convulsão. O filho caiu no chão, segundo o pai, a altura de 1,5 metro.

A família pediu a um funcionário do Posto de Saúde que a ambulância do Samu encaminhasse o bebê à Santa Casa, porém, não obteve êxito. A informação repassada era de que a Central do Samu não havia liberado o deslocamento.

Ele questionou como poderia levar o filho ao hospital e obteve a resposta: "se você quiser mesmo levar leva até a pé". "Pior que a indignação é a humilhação", lamenta o pai.

Pessoas que estavam no Pronto-Socorro da Santa Casa no início da tarde testemunharam a dedicação dos policiais militares ao bebê. "Eu agradeço a PM porque isso nem é serviço dela", conclui o pai.

No fim da tarde de hoje, o estado de saúde da criança melhorou, assim como o de Walquíria, que ficou em observação no Posto de Saúde.

Samu

Indenizações por morte no trânsito crescem 24% em relação a 2016
O número de indenizações pagas pelo Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Seguro Dpvat) entre janeiro e novemb...
ANS regulamenta novas regras de compartilhamento para planos de saúde
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou duas resoluções normativas na tentativa de dar mais segurança e estabilidade ao mercado de pla...
UFMS recebe inscrições para vários cursos no Vestibular 2018
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions