A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

31/03/2009 06:34

Família entra em choque ao ver vigia de posto morto

Redação

O vigilante noturno do posto de combustível Bonatto, localizado na Avenida Três Barras na rotatória que dá acesso ao Bairro Tiradentes, foi assassinado à tiros agora pela manhã. Segundo a polícia, o crime ocorreu por volta das 5h.

A filha e a esposa do vigia Jorge Almeida Campos, de 49 anos, entraram em desespero ao vê-lo morto, no chão do posto.

Os policiais precisaram retirar a mulher do vigia porque ela estava tocando no carro dele e ameaçando possíveis provas.

A filha, uma jovem chamada Débora, contou que ia completar um ano que Jorge trabalhava no local. Ele nunca comentou sobre ameaças ou desavença, segundo ela. Há indícios de que trate-se de assassinato, por motivos passionais ou acerto de contas.

Os peritos estão vistoriando o carro da vítima, um Fusca de placas HQM-9479. O corpo de Jorge foi encontrado no chão, próximo a uma bomba de combustível.

No local há sinais de luta corporal. Próximo ao carro há gotas de sangue. Acredita-se que Jorge tenha sido baleado próximo ao carro e andado até o ponto em que caiu.

Ele foi morto com um tiro que entrou pelo braço e atravessou o tórax. O corpo foi encontrado pela empresa de segurança. A cada 40 minutos ele tinha que apertar um botão de segurança dando sinal de que estava tudo dentro da normalidade, como fez isso pela última vez às 4 horas os seguranças da Reforce foram ao local, por volta de 5 horas.

A possibilidade de assalto seguido de morte é descartada porque em uma pochete, dentro do carro, havia R$ 1,5 mil e nada do posto foi levado.

A esposa chegou a comentar que Jorge tinha recebido duas ameaças de morte. O gerente do posto, Marcelo Martins, disse que Jorge era um funcionário tranquilo. Ele morava no Jardim Moema.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions