A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

17/07/2009 10:25

Fazendeiro e capangas foram autuados por cinco crimes

Redação

O fazendeiro Miguel Mateos Mateos, 57 anos, e mais quatro capangas dele foram autuados em flagrante por cinco crimes. Eles atiram contra policiais civis que foram até a fazenda Mirassol, na manhã dessa quinta-feira, em Ribas do Rio Pardo.

Miguel, Wanderlei Francisco Machado, 64 anos, Roberto Valdoíno Antônio, 34 anos, o irmão dele, Gilberto Valdoíno Antônio, 31 anos, e Lourivaldo Batistão Diniz, 35 anos, foram autuados em flagrante pelos crimes de tentativa de homicídio, porte ilegal de arma de fogo, posse e porte de arma de fogo de uso restrito, resistência à prisão e formação de quadrilha.

Três policiais civis foram até a fazenda Mirassol, que fica a cerca de 80 quilômetros da área urbana de Ribas, investigar uma ameaça que José Manoel Mateus Sandim, 49 anos, teria recebido de Miguel.

José estava com os policiais e quando chegaram na porteira da propriedade rural, foram recebidos por diversos tiros disparados pelos autores. Um dos tiros atingiu a perna esquerda do policial Luciano Marcos Moreira Soares.

Diante da situação, os quatro retornaram à cidade, pediram reforço e Luciano foi levado para atendimento médico.

No início da tarde, foram para o local equipes do Garras, Polícia Civil e Militar do município e de Água Clara, e ainda Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais), PRF (Polícia Rodoviária Federal) e uma do grupamento aéreo.

Quando os policiais chegaram ao local, os capangas também dispararam tiros. No entanto, diante da quantidade de policiais, alguns cederam e outros tentaram fugir.

Ao serem detidos, inicialmente negaram a existência de armas no local. No entanto, Roberto confessou que havia armas e indicou onde estavam escondidas.

As armas estavam embaixo de areia e pedras britas, no galpão onde é colocado o gado. Foram apreendidas duas pistolas, duas carabinas e duas pistolas.

Também foram apreendidas mais de 100 munições. Algumas deflagradas. Foram encontrados projéteis deflagrados até no bolso de Miguel.

No local foram recolhidos ainda rádio de comunicação, binóculos, cinco celulares, filmadora e máquina fotográfica.

Briga familiar - Miguel, José Manoel e ainda Pedro Matheos Matheos, 44 anos, são irmãos e brigam judicialmente desde 2007 por terras deixadas pelo pai. Eles também respondem a crimes como furto, dano e ameaça, envolvendo os três.

Há registros de ocorrências sobre a disputa de terras desde 2006. Na registrada nessa quarta-feira, José Manoel acusa Miguel de ameaça.

Conforme o boletim de ocorrência, funcionários de José Manoel o avisaram que capangas de Miguel chegaram armados na fazenda e disseram: "sumam daqui seus vagabundos e não voltem mais", e ainda fizeram disparos de tiros.

A fazenda Mirassol, onde ocorreu o atentado contra o policial e foram feitas as prisões, tem cerca de 3,5 mil hectares. A família tem pelo menos outras três na região: a Marissol, Girassol e Santa Maria.

Os irmãos têm fazendas ainda em outros municípios do Estado e até fora do País, totalizando cerca de 20 propriedades rurais.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions