A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

13/06/2014 09:16

Fazendeiros querem homologação de indenização de R$ 130 milhões

Aline dos Santos

A negociação para que o governo compre fazendas em Dois Irmãos do Buriti e Sidrolândia, que formam 15 mil hectares da Terra Buriti, tem uma nova rodada nesta sexta-feira, em Brasília.

De acordo com o economista e perito judicial Fernando Abrahão, a expectativa é que a União homologue o laudo que avaliou as propriedades em R$ 130 milhões.

Até então, a oferta do governo federal é de R$ 78 milhões. Segundo ele, os fazendeiros já sinalizaram que não aceitam receber menos do que o valor apontado em avaliação paralela sobre a terra e benfeitorias.

Iniciada há mais de um ano e com ao menos três prazos descumpridos, a negociação de compra e venda havia esbarrado, na última quarta-feira. na indenização de R$ 40 milhões pelas pastagens. Conforme Fernando Abrahão, a questão já foi superada “Restam algumas arestas para serem aparadas”, afirma.

A reunião será realizada na manhã desta sexta-feira no Ministério da Justiça. Participarão representantes do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), Funai (Fundação Nacional do Índio) e advogados dos fazendeiros.

Em 30 de maio do ano passado, a fazenda Buriti foi o cenário da reintegração de posse que resultou na morte do índio terena Oziel Gabriel. A situação foi o estopim para que o governo federal atuasse como mediador do conflito fundiário. Os terenas vivem em uma área de dois mil hectares.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions